Friday, August 22, 2014

Cecconello chega arrasando

Quem não curte sapatos? Independe de idade, cor, tamanho, sapato sempre dá uma alegria na hora de escolher, experimentar e comprar. Vá lá, que idade impede ousadias e loucuras, como saltos absurdos e tiras muito fininhas. Mas que é bom curtir uma coleção, ninguém nega. Pois ganhamos mais um motivo para admirar os pés: a Cecconello decidiu investir em aparecer mais. A marca de Gramado já tem 30 anos de existência, desde que abriu uma produção de cinco pares / dia até agora, com 300 colaboradores e produção de dois mil pares / dia. Desta produção, de 30 a 40% são exportados para os cinco continentes e o resto fica nas multimarcas nacionais. Daí, que o nome é pouco conhecido nacionalmente. Ou era, porque agora há uma vontade de aparecer no cenário dos acessórios brasileiros. Com grande chance de se destacar, por muitos motivos. O principal, claro, é a beleza e variedade dos modelos - são 300 em cada estação, no mínmo. O segundo, que considero importantíssimo, é o fato de nada ser feito de couro. Sim, nenhuma vaquinha, cabrinha ou ovelhinha cedeu sua pele na montagem dos belos cabedais rendados, com estampa de cobra ou partes metalizadas. É tudo feito no laminado ou melhor, em PU, o poliuretano que tem possibilidades infinitas de textura e aparências. Pronto, só isso já me conquistou. Faltava o fator humano, alguém que falasse sobre a marca. Veio o Anderson Furlanetto, herdeiro, sócio e designer competente da Cecconello. Simples, tranquilo, mostrou as principais tendências do verão, deu seu recado e prometeu voltar com frequência ao Rio para lançar as novidades. Nesta estreia, reuniu imprensa e formadores de opinião na Rubaiyat, recém-inaugurada no Jockey, no Rio. Foi um sucesso, como evento - não só pela curiosidade do povo de conhecer o lugar, como pela surpresa de encontrar um trabalho de moda muito bom. Tudo orquestrado pela Adriana Franca, a assessora que mereceu aplausos pela eficiência à frente da Contacto. A Cecconello chega com força de produto capaz de enfrentar a concorrência com estrelas como Schutz, um case de sucesso impressionante entre as cariocas. Linhas principais da Cecconello No verão, estas são as linhas do estilo: Acqua - com transparências em vinil. Um detalhe, a marca de Gramado só faz sapatos, não entra no setor bolsas Exotics - o destaque das vendas atuais, com cobras e arraias nos materiais Dolce Vita - a fofura dos tons pastéis e nudes, contrastando com detalhes dourados Golden Stripes - tubinhos de metal dourado formam as listras que sobem pelos tornozelos nas sandálias puro glamour Graphics - saltos e plataformas trabalhadas Tropicale - aplicações de flores em tiras metalizadas prata ou ouro Metallic - aí está a identidade da Cecconello, a linha mais glamorosa Greco - versão 2015 das gladiadoras Glam - o luxo das pedrarias contrastando com palhas E mais: o Rubaiyat (ou a Rubaiyat?) é bem bonito, grande. Recomendo a varanda virada para as pistas do Jockey Clube, em dia bonito. Se chover, fiquem no salão, que tem janelões para a paisagem. Boas carnes, a equipe tem paciência de atender aos pedidos de passar muito bem. No lançamento foram servidas tiritas de picanha / mas quem me conhece sabe que sou doceira. Amei a sobremesa, os quindins, o folheado, o doce de leite. Dizem que o pudim de leite e os chocolates também estavam uma loucura / pelo jeito, o destaque do verão será o tornozelo / tassle, borla, pingente e agora barbicacho, o nome que a Cecconello dá aos penduricos franjados. Falei que são gaúchos? / graças ao uso do PU em lugar do couro, material que está em falta no mercado, os preços da Cecconello ficam entre R$ 200 e R$ 300 no varejo / quem já está se coçando para ter um par da linha Greco pode comprar online, vejam como pelo Facebook da marca / os modelos têm nomes. Então, os sucessos da estação prometem ser Cleópatra, Nefertiti, Athena, Anubis e Horus. Puro Egito!

No comments: