Tuesday, May 18, 2010

Lucidez, tradução vestidos

O segredo do sucesso desta marca carioca que ronda o mundo das feiras e salões: vestidos. Nota-se uma intenção de rejuvenescimento para o verão, graças ao encurtamento das saias, decotes tomara-que-caia, as flores e chapeuzinhos. As estampas são florais extravagantes, coloridas, entremeadas de entalhes rebordados ou transparentes; ou em fundo preto, em listrados desencontrados (as mais bonitas) ou em preto e branco (as mais elegantes). As três se aplicam em modelos tomara-que-caia, com pregas unilaterais ou em versões com babadinhos delicados. Há espaço para a alfaiataria, para os blazers listrados em fundo branco e para um ótimo cachê-coeur. O tom rosado é campeão, a história dos novos volumes se resolve nas mangas com aberturas.
O que não é vestido, um macacão longo, estampado, provocou “ooooooh” na platéia. Em resumo, a Lucidez confirma o talento para a roupa que impressiona e agrada. No próximo desfile, tenho certeza que veremos um show com mais atitude. Quando se vê uma marca com potencial, pinta a exigência de um visual sem medo do conceitual.

Destaque: vestido rosa, pregueado de um lado só

Intervalo / decididamente, Bruna Sottili é uma das modelos mais convincentes. Mas não fica bem com vestido curtinho, de saia rodada / engraçado, ver que surge uma segunda geração de modelos. Há uma segunda Betty Lago, uma segunda Gisele Bundchen, uma Carol Trentini. Elas viraram tipos

No comments: