Wednesday, April 29, 2009




Minas Trend Preview, bom começo

Pela primeira vez consigo vir a Belo Horizonte, para ver o Minas Trend Preview. Uma proposta importante, já que se propõe a ser a antecipação do que será visto nos eventos ditos principais do país, que ocorrem em junho. Pelo jeito desta primeira noite, tudo a ver.



Primeiro, porque o conceito da abertura foi do Ronaldo Fraga, cara capaz de fazer um espetáculo até de um desfile coletivo. Ronaldo pensou um balneário na Riviera francesa, algo dos tempos de Brigitte Bardot, com as cadeiras da platéia todas cobertas com pano listradinho, o salão da festa com barracas de praia cobrindo uma parede ou antes destas décadas, já que os músicos do grupo de 10 estavam vestidos como banhistas do início do século 20, bigodinhos e compenetração de acordeonistas. Tocaram desde I love Paris até Sous les ciels de Paris, mas acabaram em repertório germânico, com o Mack the Knife, da Ópera dos três Vinténs.

Antes do show, a platéia de Fernandas Limas e Grazis Massaferras esperou pelo governador Aécio Neves, que chegou às 21h30 de helicóptero. Mas tudo bem, o ambiente estava bonito, passavam pães de queijo recheados com salmão, champanhe Chandon, havia chaises-longues e muita gente para conversar.







Depois, foi o desfile, cerca de 20 minutos de belas roupas, sempre complementadas por uma espécie de boné-turbante, que deu uma nova proporção aos looks, provável idéia do Daniel Ueda, stylist da noite. Muitos longos com detalhes enviesados na frente, uma seleção de tons fortes, como uma cartela da estação, mais os delicados, em tons de Nude e rosados, da Printing (foi a que consegui identificar, já que era uma apresentação coletiva). Grandes bolsas de couro, a maioria retangular, uma delas, com a Torre Eiffel aplicada. Grandes colares de lascas de pedras, interessantes. Muito interessantes. Diria que irresistíveis. Tomara que o salão da feira de negócios tenha vendas a varejo...
Desfilaram as seguintes marcas: Alphorria Cult, Apartamento 03, Barbara Bela, Cila, Claudia Marisguia, Claudia Mourão, Debora Germani, Diarium, Faven, Getulio, Graça Ottoni, Luiza Barcelos, Mabel Magalhães, Mary Design, Patachou, Patricia Motta, Paula Bahia, Printing, Rogerio Lima, Squadro, Victor Dzenk, Vivaz

Claro que o maior assunto era as mudanças de direção dos eventos no Rio. Eloysa Simão, que dirige o Minas Trend Preview, não foi à abertura, estava ocupada na montagem do salão que abre hoje, quarta-feira. Mas todos os colegas jornalistas queriam saber como havia sido a repercussão no Rio de Janeiro.


Intervalo / enquanto esperava, conversei com Lena Pessoa, profissional de moda que saiu de cena no Brasil, depois de fazer sucesso pelo menos conosco, jornalistas, nos anos 80, com a grife Liquidificadoidos. Quando ela largou tudo e resolveu ir para Paris, ninguém deu muita bola. “Ah, daqui a pouco ela volta”, pensamos. E esquecemos da Lena. Pois ela me aparece, 22 anos depois, a própria parisiense, casada com francês, trabalhando com conceito de lojas. E que lojas, gente: Pucci, Louis Vuitton, Loewe, Jimmy Choo, e outras, deste nível top! O máximo, esta Lena mineira, que veio fazer uma palestra aqui no Minas Trend / parece que duas marcas estão confirmadas no novo formato do Fashion Rio: a Printing, daqui de Minas e a Francisca, de Recife / no aeroporto de Confins encontrei a Astrid Monteiro de Carvalho. Ah, vamos lá, a Astrid e só. Lindinha, com uma autêntica jeans flare, da Bo.Bo. Veio para Minas ver a quantas anda a sua coleção própria, que é feita aqui em BH. “Foquei em vestidos, direto. Faço até umas noivas bem bonitas”, contou, já me deixando curiosa para ver tudo. Daqui a pouco começam a chegar as primeiras peças na Via Flores, no Leblon.