Saturday, March 07, 2009



Sophia Kokosalaki
14h05
Um cenário de retângulos brancos de vários tamanhos, na tenda no Jardim das Tulherias foi o local de prestígio da grega que está cada vez melhor. Ela está integrada na linha dos estilistas que criam mulheres elegantes, sensuais e com um leve toque nostálgico, meio anos 40. Aquela silhueta de cintura fina, ombro marcado, mais os arredondados e dobras deste século.


Começou com o casaco preto, com cinto tacheado em prata na frente, e foi em frente nos pretos, misturando texturas mais foscas e mais sedosas, muito couro fininho. Em geral, as marcas são ombros pontudos, comprimento acima dos joelhos e cabelos claros, soltos e ondulados. Nos acessórios, saltos salientes, como se estivessem quase desencaixando do corpo do sapato e das botas.
Tules pretos e beges são pregueados e drapeados, jogando transparências falsas e verdadeiras – alguns looks são compostos por túnica de malha, casaquinho bordado e legging, em bege ou laranja-tijolo. Os adornos mais frequentes são plaquinhas prateadas, aplicadas sobre calças estreitas, que anunciam uma série mais roqueira da coleção. Um vestido de retalhos irregulares de couro, presos por grampos metálicos (prata, de novo) antecipa os modelos super-bordados na frente, lisos atrás e os miniboleros prata sobre leotard preto
14h15

Ficha
Styling: Alister Mackie
Produção: Eyesight
Direção de arte: Bill Georgoussis
Luz: Thierry Dreyfus
Make: Peter Philips
Cabelo: Marc Lopez com L’Oréal Professionnel
Música: The Misshapes
Casting: Darling Castings
Convite: Patrick Li at Li.Inc.
Vinhos servidos na entrada da Anno Domini Vineyards


Intervalo / virou moda receber os convidados com um pelotão de garçons parados no meio da sala, servindo champanhe, ou vinho com morangos e chocolatinhos / imagina isto no Rio ou São Paulo: caipirinhas e bolinhos de bacalhau, hummm / de vez em quando nota-se um certo frisson de segurança na cidade. A estação Chatêlet (uma das maiores do metrô) fecha, um trem para meia hora, sem maiores explicações. Mas ninguém mais abre a bolsa na entrada dos desfiles, nem passa por detector de metais / só que o metrô ainda é o meio de locomoção mais rápido. Bom, quando não para no meio do caminho. Nesta hora, a gente se arrepende de não ter feito o roteiro...a pé.