Monday, January 12, 2009

Redley, distante

Desfile bom é bom em qualquer lugar. A floresta da Tijuca não é minha sala de desfiles favorita, fica fora de mão, apesar de bonita, fresca, etc. A Redley não precisa de tanto deslocamento para mostrar suas propostas. Para ter uma idéia da dificuldade, a saída dos convidados do local exigiu dos mais espertos a descida a pé até onde estavam as vans. Ou ficar em pé em uma fila que não andava. Quando se tem uma platéia de jornalistas, boa parte cobrindo o evento on-line, enfraquece inventar uma locação a no mínimo 40 minutos de um sinal de telefonia, um G3, um notebook sem riscos de assalto.
Enfim, chega-se em local civilizado. A Redley confirma seu estilo urbano/natureza, coerente com a Floresta (não precisava levar a platéia para conferir um habitat possível destas roupas), mostrou peças montadas em looks com cara de muito frio, em tecidos de algodão, tricôs de seda, alguns veludos e cores escuras. Para os homens, é praticamente bermuda geral, com patchwork, estampas de camuflagem abstrata, fechos grandes, e mais casacos esportivos, com os mesmos efeitos das bermudas. Um deles, tem uma manga apenas em azul-royal. Este toque de cor luminosa em meio a coleções neutras parece ser uma constante nesta temporada de Fashion Rio. Luciano Canale também enxertou verde-lima e azul-bebê na Santa Ephigênia.
Para as mulheres, valem também as bermudas, calças confortáveis maravilhosas, casacos retos ou ajustados, com recortes debruados.
As botas com faixas de velcro são irresistíveis. De saltos baixos e canos médios, calçam bonito nas calçadas da cidade ou nas trilhas das Florestas.