Friday, November 07, 2008

Rosa Chá, na água

Mais uma série de luxo, assinada pelo Amir Slama, precursor dos biquínis e maiôs com recortes (alguém lembra do biquíni com uma abertura no bumbum, vestido pela Raquel Zimmermann, há tempos?), desta vez desfilada sobre um espelho d’água, em vez de qualquer tipo de passarela. Ao som da voz suave de Katia Bronstein, que agora virou Katia B., passaram as tiras cruzadas e tramadas formando biquínis e maiôs de difícil arquitetura, os estampados inspirados na obra de Gonçalo Ivo, os azuis-jeans de profundos decotes em V, ou com mangas, entalhes rendados e aplicações de cristais Swarovski no mesmo tom. Muito, muito cristal. Recortes ondulantes, alternaram bordados e transparências de rendas em rosa, também cobertas de cristais.
Mais uma versão do caminho luxuoso e versátil que a moda praia está tomando. E se a Rosa Chá faz, deve virar tendência.

Intervalo / certíssimo o show da Katia B. com repertório escolhido com o Zé Pedro. Sem interromper nem atrasar o desfile, ela cantou músicas da Madonna / não agüento mais ouvir o Everybody loves Rio da abertura das salas. Ainda pior, no volume 200 / um dos brindes mais práticos, o kit de camisa pólo dos Correios com uma pendrive de 1 giga / Sabiam qual é a maior empresa têxtil do Mundo? A Coteminas.