Saturday, February 16, 2008



Miguel Vieira

O português que desfila também na São Paulo Fashion Week mudou do branco, que sempre apresenta no Brasil, para o preto. Todo em preto, tanto no masculino como no feminino. Os homens, sempre de óculos de grau, armação pequena...e preta, com calças e paletós de look acetinado matelassê, ou paletó estreito, apertado por cinto fininho, ou em belo smoking de veludo. Aliás, como vimos smoking nesta semana de Madri. Sinal de país festeiro.
Para as mulheres, imaginem tops com brilho e saias com roda, montadas em pregas soltas, pelos joelhos ou pouco acima. Com meias pretas e sapatos de verniz. O jogo de opaco e fosco marcou todo o desfile, sempre há nem que seja uma tirinha de verniz sobre um tecido opaco. Repito: tudo preto.
Dispensaria os modelos com aplicação de franzido ou dobradura na frente. E botaria pelo menos um gloss nos lábios das modelos. Ou será que o desfile do Carlos Valenzuela acabou com o estoque de batons do evento?

Intervalo / para quem se pergunta por que estou atualizando mais rápido o site, a explicação é simples. Acabou a Pasarela Cibeles ontem, hoje sumiram todos os repórteres e fotógrafos madrilenhos, a sala de imprensa bancada pela Telefonica está deserta, com cabos de rede soltos pelas mesas. Que paraíso! / almoço de feira: churrasco e batatas fritas, de bandeja. Que carne! Um entrecote cheio de gordurinhas, daqueles que a gente normalmente finge que não gosta. Ô país para se comer bem