Thursday, January 10, 2008

Santa Ephigênia, nova fase

Luciano Canale deu uma volta por cima, pelo menos profissionalmente. Fez a primeira coleção solo, depois da morte do parceiro e sócio, Marco Maia. Seguiu o combinado durante uma estadia no quarto 1201 do elegante Hotel Alvear, onde se hospedaram em junho de 2007: Eva Perón seria a musa da Santa Ephigênia para o inverno. Uma escolha que inclui vasta seleção de fontes, já que Evita fazia questão de se impor também pelo visual, era uma das maiores clientes da casa Dior.
Com estas bases, Luciano, ao lado de Mylene Peltier (ex-Rygy), criou saias rodadas, marcou as cinturas, enfeitou com poás, flores e paetês, completou com belos arranjos de cabeça de Dennis Linhares e vertiginosos sapatos de Roberta Wright, mais as turquesas de Francesca Romana Diana. Aparentemente, um estilo classicão, restrito a festas e tapetes vermelhos. O segundo olhar revela casaquinhos de tricô dourados, busas em listras em tons de café e bege, blusas com jabôs em estampa de oncinha, maravilhosas estampas de rosas aquareladas e pantalonas capazes de valorizar qualquer silhueta requintada, pelos cortes certeiros (que prometem não transformar as mortais de menos de 1,70m em espantalhos).
Quem acompanha meus comentários ao longo de algumas décadas (só este site já prepara um vestido de debutante, vai fazer 15 anos daqui a pouco), sabe que sou completamente contra peles de animais na moda. Hoje, vendo os coletes e jaquetinhas do Luciano, com entalhes sutis de pele na frente, tive que abrir uma brechinha no meu “completamente”. São peças irresistíveis. Quem sabe, ele faz algumas em pele sintética?
Foi renovador, dentro das tendências (alfaiataria, cintura, preto e branco), foi coerente com o tema e principalmente foi fiel à Santa Ephigênia. Estava tudo lá: a devoção às musas, o glamour rico, o ar de ateliê e a admiração por mitos da moda, como a dupla Dolce & Gabbana, Yves Saint-Laurent e Dior. No final, Luciano agradeceu os aplausos, fez reverência para Regina Guerreiro e vestiu a camiseta I love Marcos. Perfeito, profissional, e nada piegas.

Intervalo / na fila A, todas as amigas e fiéis clientes: Ana Sillos, Tanit Galdeano, Madeleine Saade, Verinha Bocayuva, Patricia Tanure, Miriam Kimelblat, Beth Pinto Guimarães, as lindonas, prestigiando Luciano / humm, deu vontade de sair correndo e comprar um CD de tango. Piazzola, Caetano, Gardel, foi uma trilha e tanto do Zé Pedro / Está um calor daqueles, principalmente na sala de imprensa. Culpa do clima, da precariedade do ar condicionado...e dos vários Macs (inclusive o meu) ligados quase 24 horas / hoje tem palestra da Alfaparf, no Fashion Business / ah: o endereço da cobertura pela Oi é: