Saturday, January 12, 2008

Melk Zda

A Noiva Cadáver como tema rendeu vestidos delicados, com vazados e pespontos, bordados e degradês, como roupas antigas de épocas românticas. O pernambucano sabe lidar com o luxo despojado, que permite tecidos amassados e sedosos. São minis usados com sapatos de guerreiras, com tiras quase até os joelhos. Pode parecer de mau gosto, pela exxplicaçnao do estilista, mas os vestidos em tons de rosa-magenta e lilás remetem aos tecidos de forrar caixão que vemos nos filmes americanos. Há muitas flores amassadinhas, laços murchinhos, em geral em preto. No final, entretanto, vestidos brancos dão versões perfeitas para noivas bem vivas.

Intervalo / a cada manhã, uma dúvida. Vai de carro ou de taxi? Desfiles fora da Marina devem sempre ter manobristas, para estacionar os carros da imprensa local. Ir de taxi dá insegurança de não saber como será a volta para casa, quase meia-noite. Teremos taxis na saída da Marina? Ou vamos andar até as pistas do Aterro, para conseguir um? Quanto tempo demora a van que circula até o estacionamento subterrâneo da Cinelândia? Já entraram em um estacionamento destes, tarde da noite? Queremos manobristas! / diga-se de passagem que até nisso o Victor pensou. Tinha uma equipe super-eficiente