Saturday, December 29, 2007

Faltam 8 dias para o Fashion Rio




Beto Neves, autor dos desfiles masculinos mais concorridos da moda brasileira, vai dar um tempo nos homens. Isto é, no sábado, dia 12, às 17h, o estilista da Complexo B apresentará sua primeira coleção para a Ação Comunitária, sob a grife AcomB. Há semanas Beto trabalha e supervisiona as artesãs da Ong, profissionais nos bordados com miçangões ou paetês de coco, que lembram as referências africanas. As meninas do DEGASE, internato para menores infratores, também produzem peças para o desfile. No elenco, garotas das comunidades sobem à passarela junto com as modelos do evento.



Pode ser uma versão carioca do estilo do Afro Reggae, que foi assinado por Marcelo Sommer e desfilou na edição do verão 2007/2008 na São Paulo Fashion Week. Só para lembrar, o primeiro projeto do Afro Reggae tinha o Beto Neves como estilista.
Este tipo de marca sempre angaria simpatia, pelo que representa de emprego ou trabalho para muita gente. Com um bom estilista à frente, com o cuidado de manter um relacionamento respeitoso com este profissional que se empenha em orientar e dar conceito de moda (que é muito diferente de artesanato), é possível sobreviver no campo competitivo da moda. Um exemplo é a Coopa Roca.






Wagner bem calçado

Na verdade, ainda não se divulga o nome da marca (aposto na Picadilly), deve ser um suspense até a Couromoda, em janeiro. Mas o muso de uma grande marca de calçados do Rio Grande do Sul é o competente Wagner Moura, o ator baiano que conquista platéias de cinema e TV, mesmo quando faz papel de vilão.


A foto mostra o making of, no estudio da carioca Nana Moraes (de batinha branca), beleza por Ton Reis e produção do Pedro Sales.
Nana é filha do José Antonio, mestre das fotos que deixavam todas lindas, nos ensaios da revista Cláudia e nas capas da Nova. Ele nos deixou, mas Nana assumiu o posto, como herdeira do olhar do pai.