Friday, November 30, 2007






Miss Elegante Bangu, uma princesa


Fotos Ines Rozario

Uma bela noite de gala, com 400 convites vendidos em prol da Cruz Vermelha. Um local lindo, o Copacabana Palace e garotas com o espírito carioca, desfilando para ajudar a causa e mostrar que sabem levar as roupas dos estilistas da cidade. Foi a festa da Miss Elegante Bangu, na noite de quinta-feira, dia 29, que culminou na eleição da classe da princesinha Paola de Orleans e Bragança, vestindo Santa Ephigênia (foto à esquerda). Uma escolha difícil porque a passarela estreitinha do Golden Room recebeu beldades como Yara Figueiredo, Stephanie Oliveira, Luciana Pitigliani, enfim, meninas dignas de serem garotas de Ipanema. No júri, além de jornalistas, Carmen Mayrink Veiga, com vestido estampado em preto e branco em cortes despontados, assinados por Guilherme Guimarães. Aliás, Guilherme só não participou, porque queria ter Daniela Sarahyba como modelo, e ela é exclusiva da C & A. Várias ex-concorrentes também eram do júri, como Betty Szafir, imponente de longo rebordado em cinza-azulado;

Maria Sonia (à esq.), de vermelho-coral com capa, segundo ela “desenhado para ela pelo José Ronaldo há muito tempo. Agora resolvi mandar fazer”. E ficou ótima, na maior forma, com a filha Bianca na platéia, toda sorridente, aprovando a loura mamy. Ao meu lado, Léa Padilha, que trocou as costuras (“bom, não completamente, claro”, justificou, já que se auto-vestiu, em seda bege) pela graça da Country Living, com objetos de decoração, há 20 anos na Henrique Dumont. E mais Ana Bentes, muito animada, Noelza Guimarães, de vermelho e coque-banana. Todas fazendo juz ao título de elegância conquistado nos anos 50/60.
No salão decorado com tecidos listrados, da própria fábrica Bangu, pela Mônica Cordeiro Guerra, a colega Hildegard Angel apresentou as meninas e as atrações.

Enquanto eram contados os votos, rolou show com Antonio Negreiros homenageando Mario Reis, cantor e compositor que entendia de samba e de luxo, porque freqüentava o Copa e o Country Club. Nos bastidores, Marcelo Borges segurou a barra de um pequeno estresse, quando quase foi esquecida a segunda parte do desfile, com roupas de gala. Guiga Soares também circulava atenta, organizando o sitting dos vips.





Vale a pena contar mais detalhes, de cada participante:








Yara Figueiredo (à esquerda) vestiu longo com repuxados em listras vermelhas, modelado e assinado pelo Carlos Tufvesson, que também criou o modelo curto, montado em babados franzidos. Perfeito para o corpo delgado da Yarinha, que desenvolta no gestual de passarela, portava jóias da própria marca, uma nova coleção de braceletes.


Glorinha Pires Rebello vestiu a atriz Fiorella Mattheis, uma lourinha com look anos 50. Primeiro, o tomara-que-caia rodado, com estampa de muguets; depois o rosa com losangos esparsos em brilhos prata, estilo debutante










Uma divertida saia curtissima, montada quase como um repolhinho, em várias estampas, e o longo em preto e branco, foram obras da Liz Machado para a Maria Helena Pessoa de Queiroz (à direita).




Marcela Virzi
preferiu um caminho mais sutil. Começou pelo vestido de malha com tie dye, desfilado por Maria Beatriz Mendes de Almeida (à esq.) e enfrentou a gala com curto em oncinha cinza, com interferências de nervurinhas.

Luciana Pitigliani teve a exuberância certa para as idéias do Marco Rica. Um vestido solto, balonê, com grandes poás pretos. E o longo ajustado, com flores na cintura em estampa floral azul. Diga-se de passagem, todos os estilistas usaram tecidos do acervo da fábrica Bangu.



O primeiro modelo que Luciano Canale criou para Paola de Orleans e Bragança foi um primor: algodão amarelo clarinho, tecido que serviu também para confeccionar rosas que subiam da bainha até quase a cintura e enfeitavam o decote. O segundo, em estampado floral, foi escolhido por Marco Maia, sócio da Santa Ephigênia, falecido há um mês. “Ele queria fazer um vestido de noite, com tecido de dia”, contou Luciano no final, feliz pelo prêmio, uma homenagem ao companheiro. O longo rabo-de-peixe, com busto drapeado irregularmente foi levado com garbo de nobre por Paola, que manobrou impávida a cauda armada do vestido.


















Stephanie Oliveira (filha do jogador Bebeto) um rosto lindo, foi escolhida como modelo por Isabela Capeto. Que assinou o vestido em algodão (quase um voile ou uma cambraia, de tão delicado) marrom, montado em preguinhas e o longo com babadinhos estampados.


Tony Palha contou com o encanto de Ana Paula Barbosa (à direita) (neta do apresentador Chacrinha) para valorizar o chemise elaborado em estampa cashmere preta e branca. E arrasar com a desenvoltura na apresentação do longo de buquês em fundo preto, com trabalho de avesso em pink no decote afastado. Ana parou, retirou o top e exibiu costas impecáveis

Para mim, Marta Macedo foi a novidade. Nesta primeira vez que vi o seu trabalho, admirei a saia de pregas desencontradas, em tom cinza-prata. Quem passou foi a cool Ana Helena Hampshire, que mostrou o segundo modelo, de bolas em preto e branco, algumas rebordadas com paetês. Gostei mais do primeiro

O Miss Elegante Bangu pode virar uma tradição, para suprir a falta de eventos beneficentes no fim do ano. Para celebrar as festas e ajudar a quem precisa. Este revival foi bem organizado, prestigiado pela sociedade. E ainda contou com apoios generosos, como os sapatos de Manuela Carreira, as jóias de Rita Zecchin e Márcia Soleira, e as bijuterias de Francesca Romana Diana e Alberto Sabino.

Sinceramente, os cariocas não acreditam muito neste tipo de acontecimento. Não gostam do black-tie, ficam impacientes com o show, evitam jantares tardios. Mas deu certo, porque o resultado agradou, as roupas eram bonitas e diferentes. Espero que o shopping Bangu, grande patrocinador do concurso, mantenha a festa na agenda do Rio.

Wednesday, November 28, 2007




Casa dos Criadores

fotos Ines Rozario

Se existe um evento com identidade, depois de 10 anos de atuação no difícil mercado de moda brasileiro, é a Casa dos Criadores. Aconteceram crises financeiras, problemas de estrutura, e o intrépido grupo dirigido por André Hidalgo resiste bravamente. Tanto que chega aos 10 anos, à 22ª edição, com louvor. Só deixou para trás o primeiro nome, que era Semana da Moda (porque Hidalgo notou que confundia com a São Paulo Fashion Week) e o visual punk/retrô/hypado do diretor, que atualmente porta um impecável terno e cabelos curtos, sem um centímetro de arrepio.
Este Hidalgo renovado conseguiu montar o show com R$ 1 milhão, graças a um ótimo grupo de patrocinadores e apoiadores. De qualidade, além da típica apresentação gráfica e cenográfica, e a localização no Centro de Convenções do shopping Frei Caneca, endereço acessível no emaranhado do mapa de São Paulo. Esta edição de aniversário de década inclui o Clube de Estilo, show-room com excelentes marcas, que incorporou os talentos inovadores do evento.

A vantagem da cobertura on-line é a possibilidade de contar tudo – ou quase tudo -, sem as limitações de espaço. Se a leitura ficar cansativa, troca-se de site e deixa para ler depois. Então, começamos pelos desfiles do primeiro dia.



Ash
A estampa grafitada, muito stêncil, borrões e figurinhas agrupadas de boquinhas marca o trabalho em jeans e malha moleton, sarja ou plush da dupla Guil Macedo e Roberto Leme. Blusões masculinos ganham as versões com tintas fluorescentes, usados sobre bermudas justas ou sungas. As garotas vestem modelos tipo quimono e macaquinhos bufantes. Na complementação, colares e brincos de raios de plástico em cores fortes.
Conclusão: é, a tal da moda praia saiu mesmo das areias. Ninguém duvida que rapagões de sungas grafitadas cintilem sob as luzes negras das pistas de dança da cidade


Thiago Marcon
Dentro das exigências de design do momento – formas soltas, vestidos curtos e estampas interessantes -, e com uma inspiração que rende história, Thiago apresentou uma coleção de forte apelo comercial. Sem looks exóticos, apenas modelos de cabelos lisos e longos, escarpins e sandálias altas, vimos que as personagens de Maurício de Souza podem ser bem aproveitados em produtos fashion, sem resultados infantis. A turma do Penadinho virou estampa em preto, branco e cinza nos maxiblusões; Mônica contribui com o famoso vestido vermelho e Cascão é lembrado nos xadrezes das saias curtas. No mais, é uma alfaiataria moderninha, jovem e urbana, para meninas de pernas e cabelos longos
Conclusão: Thiago buscou nas tendências góticas previstas nas tendências, com muita originalidade. Além de Maurício de Souza, incluiu Buffy, a caça-vampiros, o filme Fome de Amor e Lost Boys.




Diva
Primeiro, Ricardo dos Anjos caprichou nos cabelos e rostos branqueados, coerentes com o clima barroco proposto por Andrea Ribeiro Sakavicius. Ao som da Ave, ave Maria, o dourado barroco de leggings e segundas-peles deu a base para vestidos de rendas e tafetás em vermelho granada, com laços e cinturas baixas. Muito bonito, rico e com uma aproximação da moderna costura, explícita no vestido Flor, montado em pétalas de tafetá vermelho.
Conclusão: Diva é uma solução para quem precisa de roupa de luxo. Tipo festa, casamento, ocasiões importantes. Muito bom o trabalho da Andrea


Walério Araújo
Quem diria, o esfuziante Walério, que só anda de saltos altíssimos, sobrancelhas impecáveis se transformaria em estilista mais do que cult. Agora, este cara que praticamente participou de todas as Semanas de Moda, representa um estilo conceitual que atrai marcas como a poderosa Swarovski ou as casas de aviamentos de São Paulo, como o Palácio das Plumas, que forneceu quilos de plumas em tons de cinza, ou a Arte Couro Gomes, que desenvolveu os deslumbrantes couros metalizados das calças colantes masculinas multicoloridas.
As modelos como Eliana Weirich ( à esquerda) e Michele Provenzi desfilam felizes para ele, lindas como destaques de Carnaval ao som de Taí, manejado pelo dj Zé Pedro. A linha Crystallized da Swarovski contribuiu para desenhar biquínis em trompe l’oeil sobre vestido ou macacão preto, e no meio do show fantasioso, surge um singelo vestido de seda com textura de cobra, em tom gelo.
Conclusão: viva Walério!

Tudi Cofusi
Um caos? Deorganizado? Que nada, faz parte do espírito improvisado, artístico e inesperado da Casa dos Criadores. A Tudi Cofusi (foto no começo do texto, uma confusão), anunciada como uma interferência na primeira noite do evento, apareceu primeiro como um trio estrambolicamente fantasiado, enrolado em quilômetros de fios e cabos, sem êxito: o equipamento não funcionou. Pelo som da sala, soubemos que a culpa era da mesa da marca. Então, era uma marca. Um desfile depois, na segunda tentativa, deu bcerto. E era mesmo uma marca, com um desfile caótico e divertido, completamente descoordenado, de leggings, camisetas, regatas, muita cor e brilhos, maquilagem apalhaçada, impagável. Pode vender pouco, ser desprezada pelo mainstream, mas a Tudi Cofusi tem coragem e graça.
Conclusão: evento tem que ter gente assim, mais show do que intenções apenas comerciais.

Gustavo Silvestre
O fim da primeira noite tirou a platéia do conforto das cadeiras para apreciar o luxuoso estilo do Gustavo em uma sala ao lado. Modelos em pé, como manequins de vitrine, vestiam casacos amplos, bordados, em tecidos luxuosos, em cores do Maracatu de Pernambuco.
Conclusão: pode ser que o maracatu tenha inspirado o Gustavo, mas ele poderia ser comparado ao Romeo Gigli dos bons tempos, nos anos 80. Muito bom, e uma prova que evento alternativo ou de novos criadores não precisa ter jeito pobre

Apoios e patrocínios

Até os patrocinadores merecem ser conferidos na Casa dos Criadores. Primeiro, a Puma, que se instalou em um espaço cercado de colunas de madeira enformadas, meio design anos 60. Ali, a marca alemã que se diz dona de um lifesportstyle ou stylesportlife, como quiserem, mostrou desde os novos tênis Urban Mobility, de bicos quadrados, opção com velcro, forma alongada, até a bicicleta vermelhinha e a linha de bolsas com compartimentos de notebook ou bem femininas, com flores decorativas. Sempre, em cada modelo, está presente o puma que pula. O marketing é poderoso, induz a desejar um tênis da marca.

Tão institucional quanto os celulares, que andam pegando carona na moda, é a campanha da Brastemp. Depois de encomendar portas de minigeladeiras a estilistas da São Paulo Fashion Week, atacou outra turma de formadores de opinião. Além de estilistas, jornalistas e modelos posaram para fotos de André Passos, Debby Gram, Rafael Assef e Telma Villas Boas com roupas do acervo da Casa dos Criadores. O motivo: lançar três novos modelos de geladeiras, cheias de tecnologias funcionais, como o serviço de água gelada do lado de fora da porta ou um timer para congelar diferentes tipos de alimentos. As cores seguem os padrões da moda: turquesa, magenta, coral ou preta. Sonho de consumo certo, com ou sem foto de formador de opinião na porta.

........to be continued

Sunday, November 25, 2007

Chamadas: depois do texto da Limits, tem a listinha com o número mágico das compras de Natal. E a agenda da moda

Limite Rio

Preconceitos enganam. Quando comecei a ouvir falar da Limits, vi que era uma loja abrindo em shoppings cariocas, quase em silêncio. Abordava temas cariocas nas estampas, e para este verão, mudou a temática para Bahia. O lançamento foi anunciado no hotel Fasano. Só podia ser de São Paulo!
Pois estava tudo errado. Fui ao Fasano e conheci o Marcio Duek (sim, é parente do Tufi), carioca, integrante da grife Borelli, também carioca. Na coleção de verão, persistem as bermudas pintadas à mão pelo Bê (Bernardo) Sadala com imagens de points turísticos do Rio (arcos da Lapa, Pão-de-Açúcar, Pedra da Gávea), peças únicas em microfibra, que custam desde R$ 329, agüentam mergulhos e apaixonam os turistas surfistas.

A Limits tem seis anos, a Borelli, 32. Marcio (aqui à esq. sentado na poltrona Mama, no hotel Fasano) circula entre as duas marcas, insere camisas sociais mais jovens nas vitrines do pai, inventa All Stars exclusivos para a Limits.

Para o verão, a inspiração na Bahia tem uma boa razão. Em breve, a Limits ganha uma franquia em Salvador. Bê Sadala preparou as bermudas pintadas com imagens do elevador Lacerda e a praia do Forte.
A outra novidade é a parceria com o Hemorio, que recebe parte do dinheiro arrecadado na venda das camisetas com pontos turísticos do Rio escritos dentro de uma silhueta do Pão-de-Açúcar, e no centro, em vermelho, a expressão “doar sangue”. Cada camiseta custa R$ 59.
Outra inovação é a camiseta de aspecto envelhecido, sem processos químicos. Em 100% algodão, ela desbota por ozonização.

As calças da coleção seguem o padrão conforto, querido pelos brasileiros. “Não fazemos a modelagem fashion, mas seguimos as tendências. Nada de skinny, nem de levantar o braço e aparecer a barriga”, define o Marcio.

A Limits vai investir em camisas pólo, “uma solução para sair mais arrumado”, e nota que as batas de malha, estilo túnica, estão agradando. É uma grife do Rio, de verão quase o ano inteiro, mas tem jaquetas para inverno de 20 graus e calças mais trabalhadas. Em breve, sai a linha feminina, Marcio já contratou uma estilista para desenvolver.

Destaques: calças xadrezes, outras estilo Adidas, de corte estreito, muito boas. Bermudas com estampa da embalagem de biscoito Globo. As pólos listradas. O estilo em geral, a cara do garotão carioca e do brasileiro em geral

Toques do Marcio Duek
Algumas dicas do líder da Limits sobre a moda masculina atual, em geral (nem todas estas peças são da Limits, mas como ele atua também na Borelli, fica tudo em casa)
Terno
: risca-de-giz fininha

Camisa social
: branca, lisa, com gravata listrada. Ou listrada fina, com gravata lisa.
Cores: azul-claro e Navy
Calça de pregas? : ela envelhece, mas vale em certas ocasiões
Sapato
: mocassim, de bico alongado, quadrado

................................................................................................................
N A T A L

Vamos começar a pensar na maratona dos presentes. Segundo pesquisas, o número mágico é 30, portanto R$ 30. Se são 10 presenteados, serão gastos R$ 300. Claro que há oscilações, alguns presentes extrapolam este limite. Outros, ficam abaixo: uma caixinha de chocolate Bis pode ter um valor enorme para adeptos desta delícia. Bota um lacinho bonito, um cartão simpático, e será lembrada enquanto houver um Bis na embalagem (iam, iam).
Vejam algumas sugestões, em torno do número 30:

Dimpus
Cinto em couro prata velha: R$ 29,90
Braceletes em madeira: R$ 6,90
Regata: R$ 26,90

BB Básico
Body em várias cores: R$ 19,80
Macaquinho de malha: R$ 27,90

Santa Cor
Escapulários (Menino Jesus, Santo Antonio, Nossa Senhora de Guadalupe, Desatadora dos Nós, etc): R$ 29
Gatinho porta-anel: R$ 10

Peach
Braceletes em resina branca ou colorida: desde R$ 32 até R$ 36

Farm
Perfume ambiente: R$ 49
Havaianas com estampa exclusiva na palmilha: R$ 34

Checklist
Agenda xadrezinha: R$ 39,90
Porta-celular de feltro: R$ 29,90

Eclectic
Regata básica branca: R$ 25
Carteira: R$ 35
Colar fio de camurça com pingente de alumínio: R$ 25

Originallis
Kit shampoo e sabonete Amazônia: R$ 34,90

Alfaias
Saquinhos para lingerie ou meias, com bordados de signos: R$ 29

Casa dos Brinquedos
Rádio AM/FM dos Incríveis: R$ 24,90

First Class
Par fronhas algodão 200 fios: R$ 24,99
Toalha banhão Buddemeyer: R$ 19,99

Boticário
Balm Bronze Iluminador: R$ 36,90
Solução para sobrancelhas: R$ 34,90

Tabacaria-quiosque
Cortador de charuto: R$ 18
Cronômetro colorido transparente: R$ 25

Enjoy
Kit regata e necessaire: R$ 32

Mr. Cat
Pólos de modelagem impecável: R$ 49,80

AD
Camiseta stone, com bolso (os homens adoram): R$ 49

Hering Store
Regatinhas para sobrepor, a camiseta básica (tem no azul Bic) e a World T-shirt: R$ 19,90
Regata com estampa de coqueiros: R$ 24,90

Pesquisa feita no shopping da Gávea e no Rio Sul

......................................................................................................................................................................
Agenda

Novembro

27: Maxime Perelmuter traz de volta a British Colony, graças ao investimento do pool de empresários do ramo financeiro, formado por Gustavo Guida Reis, Guilherme Pacheco e Elias Abifadel. Masculino e feminino (vejam o vestido na foto)
No Fashion Mall, com espaço assinado pelo arquiteto Israel Nunes.

Mônica Carvalho abre novo ateliê no Bairro Peixoto, a partir das 16h. E mostra a pulseira Talo da Samambaia, que expressa a observação deste tipo de planta nos locais de queimadas (tel (21) 2547-9989)

Em São Paulo, a Semana da Moda vai até dia 29, no shopping Frei Caneca. A carioca Athria Gomes estréia no evento

Dia 29: bazar de Natal do Refazer, no salão dourado do Hotel Glória (Rio de Janeiro). Bijuterias, bolsas bordadas, camisetas, prendedores de cabelo, sachês para árvore de Natal da grife Refazer e de mais 50 expositores convidados
Serviço
Bazar de Natal do Refazer
Onde: Hotel Glória- Salão Dourado. Local: Hotel Glória / Rua do
Russel, 632 - Glória- Tel: 2527 3434
Quando: 29 de novembro. Horário de funcionamento: de 12 às 20 horas.

30: Marcelo De Gang, criador de ponta desde os anos 80, mostra coleção, junto com o novo sócio Antonio K.valo. Nos temas, as séries Camuflado, Caveira, Fragmentos e Utopia Pirata.
Onde: das 17 às 21h, no brechó Desculpe, eu sou chique (rua Alice, 75), no Rio de Janeiro

Dezembro
De 1 a 20: Circuito Carioca da Moda no Jockey Club da Gávea (Rio de Janeiro). Oitenta marcas de moda e decoração, novos talentos e muitas idéias de lembrancinhas devem ajudar a resolver nossos problemas de lista de presentes.
Algumas marcas presentes: Maria Bonita, Lucidez, Corporeum, Armadillo, X Site, Afghan, Juliana Faro, HB, Sport Mix, Hering, Pé Sexy.

Dia 4: A Fiszpan lança o Feng shui da Moda, com Helen Pomposelli, das 17 às 21h. Na loja de Ipanema, rua Visconde de Pirajá, 580-A

Dia 11: lançamento do livro As cores da festa, do decorador Antônio Neves da Rocha, astro dos casamentos mais lindos do Rio. A festa no salão nobre do Copacabana Palace será em preto e flores, mais um estilo do Antônio que vai virar moda.
O livro editado pela 3R Studio tem 400 páginas, conta a história do trabalho dele, com imagens de Kitty Paranaguá tiradas em 150 festas, 16 delas realizadas no próprio Copa. Mas o Antônio já decorou eventos em picadeiros, submarinos e até em hangar.

Wednesday, November 21, 2007


Uma prévia do que a Prints I Like apresentará na Casa dos Criadores


Festa das deusas

O Pink Chic, espaço multi (o que vocês pensarem, multimoda, multisexy, multigraças, etc) promove neste fim de semana o evento Bronze Goddess, um pacote de beleza completo, que cuida dos pés à cabeça e deixa todas as belas ainda mais deusas. Esta é a nona edição do Pink Day Spa, que começa no sábado, dia 24, às 10h e só termina às 21h. Tem que agendar! Não vale perder nem um dos serviços, principalmente o spa dos pés e a esfoliação com Glow ativador de melanina, para ficar com a pele douradinha antes mesmo de ir à praia.
Precinho: R$ 99! Pode ser em dinheiro, cheque ou cartão.
Pink Chic: Downtown / Av. Das Américas, 500 bloco 04 loja 115. Tel (21) 2496-3668


Já foi
Enfim, o Carlos Miele inaugurou sua loja parisiense, na quarta-feira passada. Em breve, mostro fotos e detalhes. Parabéns para o Miele, um corajoso brasileiro

Acessórios de luxo masculinos e femininos, alguns exclusivos, são destaques na Hackamore, loja de Rafael Fragoso Pires, Aloísio da Costa Teixeira, Valeria Saboya e Antônio Paulo Seabra da Veiga. Ufa, são quatro sócios, todos de nomes importantes. Eles abrem oficialmente a Hackamore na segunda-feira, dia 26 de novembro, no Fashion Mall. Parte das vendas dos produtos especiais reverte para a paróquia de São Conrado, o ambulatório do Itanhangá Ordem de Malta e a Casa da Criança.

Casa dos Criadores

Na semana que vem, de 27 a 29, realiza-se a 22ª edição da Casa dos Criadores, dirigida por André Hidalgo, no shopping Frei Caneca, em São Paulo. Será o lançamento do inverno de 2008, depois da prévia vista no Oi Fashion Tour, em Belo Horizonte.
Nesta temporada estréiam Valencio Lemes e Tony Jr, no Projeto Lab. Athria Gomes, lançada no Rio Moda Hype, e Luiza Aguiar, que tentou entrar para o evento carioca com a marca Prints I like passam a fazer parte da Casa, mais a Diva, de Andrea Ribeiro Sakavicius.
Na primeira noite teremos a intervenção da marca TudiCofusi.


A 22ª Casa de Criadores conta também com Ash [por Guil Macedo e Roberto Leme]; Gustavo Silvestre; Ianire Soraluze [que na última estação participou do Projeto Lab]; Ivan Aguilar; João Pimenta; Marcelu Ferraz; P´tit [por Anna O., Carol Marinoni, Heloísa Faria e Leonardo Negrão]; Rober Dognani; Thiago Marcon; o querido Walério Araújo e Weider Silveiro. André Phergom e Raquel Gaeta completam o Projeto Lab.
Em 10 anos de moda, música e vanguarda, a Casa dos Criadores lançou nomes como André Lima, Ash, Caio Gobbi, Cavalera, Fábia Bercsek, Gêmeas, Giselle Nasser, Gustavo Silvestre, Jeziel Moraes, João Pimenta, Karlla Girotto, Lorenzo Merlino, Marcelo Quadros, Mário Queiroz, Rober Dognani, Ronaldo Fraga, Sommer, Theodora, V.Rom e Walério Araújo.
O Clube de Estilo representa comercialmente as coleções desta temporada, com o patrocínio da Puma.

Agenda da 22ª Casa dos Criadores

TERÇA-FEIRA, 27/11/2007
intervenção TudiCofusi
Ash [por Guil Macedo e Roberto Leme]
Thiago Marcon
Diva [por Andrea Ribeiro Sakavicius]
Walério Araújo
Gustavo Silvestre

QUARTA-FEIRA, 28/11/2007
Projeto Lab [André Phergom, Raquel Gaeta, Valencio Lemes, Tony Jr]
Rober Dognani
Prints I Like [por Luisa Aguiar]
Weider Silveiro
João Pimenta

QUINTA-FEIRA, 29/11/2007
Athria Gomes
Ianire Soraluze
Ivan Aguilar
Marcelu Ferraz
P´tit [por Anna O., Carol Marinoni, Heloísa Faria e Leonardo Negrão]


Mais um evento de varejo, ótimo para comprinhas de Natal: Circuito Carioca da Moda, que se realiza de 1 a 20 de dezembro no Jockey Club da Gávea (Rio de Janeiro). Oitenta marcas de moda e decoração, novos talentos e muitas idéias de lembrancinhas devem ajudar a resolver nossos problemas de lista de presentes.
Algumas marcas presentes: Maria Bonita, Lucidez, Corporeum, Armadillo, X Site, Afghan, Juliana Faro, HB, Sport Mix, Hering, Pé Sexy.


Agora no início de dezembro também chegam as roupas e acessórios assinados por Isabela Capeto no hipermercado Extra. Estampas exclusivas, tecidos ecologicamente corretos, como o tecnobambu e uma cartela de cinza, branco e berinjela compõem as 12 peças da coleção. O melhor vem agora: os preços ficam entre R$ 39,90 e R$ 169,90.


Vem muita festa por aí. No dia 11 de dezembro será lançado o livro As cores da festa, do decorador Antônio Neves da Rocha, astro dos casamentos mais lindos do Rio. A festa no salão nobre do Copacabana Palace será em preto e flores, mais um estilo do Antônio que vai virar moda.
O livro editado pela 3R Studio tem 400 páginas, conta a história do trabalho dele, com imagens de Kitty Paranaguá tiradas em 150 festas, 16 delas realizadas no próprio Copa. Mas o Antônio já decorou eventos em picadeiros, submarinos e até em hangar. É craque mesmo.

Tuesday, November 20, 2007


O verão da H. Stern está brilhando em cinco linhas, com influências diferentes:
Tudor: peças com toques de nobreza, trabalhadas, coloridas
Cashmere: aqui, predomina o espírito indiano, os desenhos de folhas encaracoladas, típicas do padrão cashmere (ou gravataria, como muita gente conhece)
Maharani: mais nobreza oriental, com pedras coloridas
Celtic Dunes: símbolos celtas, em anéis e braceletes entre o rústico e o místico
Cascais: pode ser uma volta ao estilo da jóia portuguesa, com peças figurativas
Hera: folhinhas de trepadeiras formam designs de rede

Descrever é pouco. A coleção que chega com tudo para o fim do ano, merece ser vista. E nós, merecemos usar estas maravilhas. A H. Stern é uma herança do empreendedor Hans Stern, agora com o filho Roberto Stern de volta à liderança, ao lado de seus irmãos.

Friday, November 16, 2007


Bistrô de Massas tecnológico

A administradora de empresas Márcia Ferreira contratou o chef Romero Gomes (foto à esquerda) e abriu o Bistrô de Massas Suprelli, em Icaraí (Niterói). Além da competência do chef, há a alta tecnologia das máquinas, que garantem raviólis e pastéizinhos recheados em três minutos.Os clientes assistem a este making-of na cozinha, que parece um aquário.Há também a opção de dispensar o espetáculo e pedir as delícias em casa, pelo delivery.

Sunday, November 11, 2007

Começou hoje, domingo, o inverno em Belo Horizonte. É o Oi Fashion Tour Minas Trend Preview, realizado pela equipe da Dupla Assessoria, liderada por Eloysa Simão, que apresenta a prévia da moda do inverno 2008. “São pequenas coleções de até 30 peças, equivalentes às cruise colection americanas, para atender aos lojistas antenados. Eles precisam mostrar novidades antecipadas para as clientes informadas, que não se satisfazem com as liquidações de verão”, define Eloysa.
Como se trata de uma prévia, a programação inclui desfiles técnicos e palestras. Assim, os lojistas compram uma base do meio de ano, os olhares se afinam para as compras nos grandes eventos de janeiro. Estão em BH hoje e amanhã mais de 200 comp-radores convidados, sendo cinto internacionais e 40 jornalistas brasileiros. O evento estréia, segundo Eloysa, “um pouco embrionário, um pouco megalomaníaco”, brincou a organizadora.

A agenda deve incluir:
Domingo, 11 de novembro

11h: abre o salão de negócios, com 80 espaços, sendo metade de acessórios, setor forte em Minas Gerais
11h30: desfile com palestra de Regina Guerreiro
14h: palestra de tendências pela equipe do site WGSN
16h: palestra sobre marketing e negócios, com Luiz Alberto Marinho

Segunda, dia 12
10h: abre o salão de negócios
11h: desfile com palestra de Regina Guerreiro
14 às 18h: palestra do circuito Tex Brasil, com consultores da Rússia, Estados Unidos e Colômbia
20h: fecha o salão e abre a área de convivência
22h: encerra o evento

Terça, dia 13
10h: abre o salão de negócios
11h: desfiles
14h: palestra Senai e lançamento do caderno Alma Brasileira
16h30: palestra Fashion Preview da Abit
20h: fecha o salão de negócios, abre a área de convivência
22h: encerramento do evento

O objetivo é incluir Minas Gerais no calendário da moda brasileira, e fazer do Oi Fashion Tour um evento nacional.

Sunday, November 04, 2007

Esta semana...e as outras

Novembro
Dia 05
Oficina de maquilagem com o Vavá Torres, maquilador da TV Globo. Na aula, caracterizações para TV, cinema e teatro

Oficina MakVator, de Vavá Torres
Estrada dos Bandeirantes, nº 15.076 - loja 210
Vargem Shopping - Vargem Pequena



A Pink Chic lança o verão, com idéias para presentinhos da Forum, Thaís Gusmão, Vanilla, Vitess, Miss Rose, Donna Lu, Metally, Miss Victoria e Nu Luxe

Pink Chic Downtown: Av. das Américas, 500, bl. 04, loja 115 - Barra da Tijuca. Tel.: 2496-3668.


Dia 06 a 11
Amazonia Fashion Week, com o lançamento do livro sobre os estilistas do Pará, de Felícia Assmar Maia (dia 06), desfiles da Costa Amazônia e de grifes de Belém e Manaus



De 15 a 18: Festival de Gastronomia e Cultura na cidade de Goiás, em Goiás, patrimônio da humanidade. Tem de tudo, shows, oficinas, almoços e jantares especiais, comida de folia, festim de quitandas e doces. Realização Arphos

De 27 a 29
Casa dos Criadores, celebrando 10 anos do evento idealizado por André Hidalgo. No shopping Frei Caneca, em São Paulo

Dia 29: bazar de Natal do Refazer, no salão dourado do Hotel Glória (Rio de Janeiro). Bijuterias, bolsas bordadas, camisetas, prendedores de cabelo, sachês para árvore de Natal da grife Refazer e de mais 50 expositores convidados

A grife Refazer foi criada em março de 2006 com o objetivo de criar
um grupo de mães para capacitação profissional e geração de renda. Já são três grupos de mães assistidas pelo Refazer. Elas estão fora do mercado de trabalho por terem filhos portadores de patologias crônicas e precisam cuidar pessoalmente de suas crianças, que necessitam de cuidados especiais.
Fundado em 1995, o REFAZER é uma ONG que presta assistência às famílias de pacientes infantis tratados pelo IFF- Instituto Fernandes Figueira-unidade da FIOCRUZ.


Serviço Bazar de Natal do Refazer Onde: Hotel Glória- Salão Dourado. Local: Hotel Glória / Rua do Russel, 632 - Glória- Tel: 2527 3434 Quando: 29 de novembro. Horário de funcionamento: de 12 às 20 horas.