Monday, October 22, 2007


foto Ines Rozario

Nosso querido Marco Maia nos deixou hoje, dia 22. Ele era a parte mais falante e entusiástica da marca Santa Ephigênia, um estilo com a cara do Rio. Ao lado de Luciana Canale, Marco criava a roupa que as colunáveis adoravam, com todo o luxo e elegância, mas também sabia inventar camisetas com imagens de santos, deusas indianas, que chegaram a ser vendidas na Babilônia Feira Hype.
Marco começou como estilista na Pomme et Canelle, marca que tinha uma loja na galeria 330 da rua Visconde de Pirajá, nos anos 80, auge da moda de Ipanema. Suas roupas coloridas e leves foram uma prévia da Santa Ephigênia, fundada em 1999 junto com o arquiteto gaúcho Luciano Canale.
Mesmo no difícil mercado de moda requintada, Marco e Luciano sempre se empenharam em mostrar modelos muito próximos da Alta-costura, em desfiles performáticos. Recentemente, vestidos em veludo de seda tinham pinturas inspiradas nos jarros de Gallé, com paisagens do Rio. Os sapatos eram muito altos, e tinham espelhos embutidos em orifícios no salto anabela. “Se alguma modelo cair, ela pode se olhar e ver se está bonita, no espelho do salto”, brincava Marco, bem-humorado. O último desfile, em junho, durante o Fashion Rio, foi no Parque das Ruínas, em Santa Teresa, uma bela coleção de vestidos drapeados, com arranjos de folhagens nos cabelos e pingentes de frutas tropicais.Deste desfile é a foto, com o Marco à esquerda, agachado ao lado do Luciano.
As amigas e clientes prestigiavam, aplaudiam de pé na fila A. Beth Pinto Guimarães, Waleska Fragoso, Tania Caldas, Tanit Galdeano, todas as lindas e chiques da cidade, que vão sentir a perda do amigo e estilista sempre pronto a tornar suas adeptas mais bonitas ainda.