Sunday, September 30, 2007

O verão se anuncia transparente







Paris abre a semana de moda com cores claras e artes de costura

Iesa Rodrigues
Fotos Silvia de Souza


O primeiro dia, um belo domingo de sol em Paris, antecipou os estilos do verão 2008 com transparências, cores manchadas e uma forte lembrança dos anos 70. Ainda, anos 70? Sim, e muito bem reeditados, graças ao trabalho de Christophe Descarnin, atual estilista da marca Pierre Balmain, considerada uma das marcas mais parisienses.
Quanto às transparências, elas não significam passarelas cheias de modelos com seios à mostra. Os tecidos finos e delicados são trabalhados em camadas, que escondem o corpo, mas dão movimento à figura. As rendas e tules recobrem tecidos em cores claras, ou em tons de pele, sempre com algum brilho embutido. Aliás, a primeira impressão é de madrepérola nas coleções: estes tecidos, mais o brilho fosco dos prateados, as tramas com fios metalizados, os tons indefinidos, há um toque perolado geral.





Lie Sang Bong
O coreano Lie Sang Bong pensou nos Novos Românticos, lembrou das formas da Bauhaus e trabalhou com cores primárias. Há também uma espécie de néo-futurismo em tecidos metalizados, capazes de armarem mangas e darem volumes nas golas. O trench-coat continua inspirando, nestes novos tecidos. Para dar uma referência, fotografei as esferas feitas com círculos da organza, na passarela, vejam acima. E lembro dos linhos da Braspérola nos anos 90, maravilhosamente metalizados ou perolados. Lie trabalhou vestidos inteiros com rodelas de organza queimadas nas bordas, verdadeiras obras de arte. A base dos modelos é a regata-vestido, uma simplicidade perfeita como suporte para os tais círculos de cores misturadas.
As estampas digitais da também coreana DTP Link cobrem superfícies com brilho, mas trazem desenhos tradicionais do Oriente, como as cerejeiras floridas. Sandálias de saltos recuados prata e tiras elásticas e toucas de plástico preto, imitando cabelos curtinhos de melindrosas completam a coleção.


Balmain
Não gosto de coletes, franjas e tie dye. Mas no terceiro look assinado por Christophe Descarnin na passarela montada no hotel Westin, estava convencida que tudo era lindo. Calças justas nas coxas, abrindo em sino na barra, com babado enviesado; túnicas com fios prata sobre o fundo estampado em tie-dye e traços tipo cashmere; longos tomara-que-caia e coletinhos franjados e com aplicações em prata tinham tudo a ver com a memória do Flower Power. Mas ora, que moderno, este Christophe! Isabelli Fontana usou o longo com saia em barras; Raquel Zimmermann, um microvestido com estampa de penas e decote bordado. Um destaque, a calça que misturou o estilo jodhpur (montaria) com bolsos cargo e a estampa...carne-seca! Estilizada, claro, mas muito parecida com a autêntica, dos anos 70.
Cabelos soltos, naturais. Das 16 modelos, 12 eram louras. Sandálias com várias tiras tacheadas, subindo até o tornozelo.


La Tulle
Gosto de ver alguns desfiles meio fora do mainstream, quase alternativos. Dali saem muitas idéias que viram tendências, apesar de às vezes a produção ser hesitante. A coleção da Sung Kyong Cho veio como uma aula de ballet, para honrar o convite que mostrava uma bailarina clássica, em preto e branco. Nesta combinação é a estampa de flores a traço, o vestido bicolor de mangas 3/4 bufantes. As saias de bainha arredondada tem cristais no forro, entalhes de renda enfeitam o casaquinho em estampa de rosas inglesas e um simples vestido camisola, com barra de renda preta, junto com o modelo preto, todo franzido, sobre forro cor de pele são opções para bons guarda-roupas de verão.
Ao vivo, o elenco de garotas aparentemente iniciantes hesitava na marcação. Quando vistas nas fotos, se transformam em figuras tipo la Goulue, personagem dos quadros de Toulouse-Lautrec, com cabelos volumosos e desfiados, rostos brancos e cílios com rímel também branco. Simplesmente bonitas.

No fim do dia, as transparências se consagraram nas vitrines do colecionador Didier Ludot, especialista em roupas de alta-costura e dos primórdios do prêt-à-porter. Entre preciosidades assinadas Paco Rabanne, Balenciaga e Courrèges, figuravam vestidos femininos em tule de algodão sobre paetês, longos em point d’esprit, com recorte em devorê nas costas. Para os senhores adeptos da moda, um macacão para coquetel (SIC), em margaridas de organza branca ou a camisa de popeline branca, com a cueca-boxer também branca, acima do cós da bermuda com cristais bordados nas pernas. Estes novos jogos de transparências sem preconceitos de feminino-masculino são criações de Alexis Mabille, que depois de estudos de moda trabalhou com Ungaro, Nina Ricci e desenhou jóias para a coleção masculina Dior.



Intervalo / saindo da exposição de vitrines do Didier Ludot, no jardim do Palais Royal, adorei a bolsa a tiracolo do Marc Jacobs, poucos metros adiante. Ao lado da novidade, a referência: uma bolsa antiga da Panam! /
Nesta semana inaugura a imensa loja do Roberto Cavalli na esquina da Cambon com rue Saint Honoré. Para variar, Kate Moss está na foto da fachada / a mania parisiense (isto é, dos turistas em Paris) é alugar bicicletas prateadas para circular pela cidade. Duas horas por 7 euros. Convém ter cartão do seguro-saúde, por via das dúvidas, em caso de tombos / Juarez Machado, nosso desenhista residente em Paris, abriu galeria própria no nobre endereço ao lado do hotel Westin, na rue de Castiglione / Sung Kyong Cho, estilista da La Tulle, criou um prato, o L’Amour par La Tulle, executado pelo chef Patrick Juhel, do Le First, o restaurante-boudoir que fica na rue de Rivoli, 234. Moda e cozinha, agora juntas / uma referência na temporada: Oskar Schlemmer, figurinista

Saturday, September 29, 2007

Paris é a vitrine



Não tem pra ninguém: Paris continua sendo a grande vitrine da moda do mundo. As ruas mostram o sucesso das calças slim ou skinny, para garotos e garotas, confirmam que o inverno será preto, cinza e branco, com algumas chances para amarelinhos e rosas. Valem modelos leves, como o vestido transpassado da Infinitif e vale mais ainda o trench-coat preto, para homens e mulheres.




Na Zara, a vitrine com casaco de tweed lembra o look de cabelos platinados da Guilhermina Guinle na novela Paraíso Tropical - que beleza de figurino, assinado pela Heleninha Gastal.


Outra novidade da Zara é o lançamento da coleção Future Maman. E a boneca de costas na vitrine, de vestido vermelho, sinal que a atenção fashion vai se voltar para os decotes e efeitos de costas.



Mas até a moda se volta para o grande evento esportivo da cidade, o campeonato mundial de rugby, aquele futebol truculento, com a bola oval. Esta vitrine mostra as camisetas inspiradas nos uniformes dos jogadores.

Monday, September 24, 2007

Domingo da Toulon



Domingão de sol, temperatura legal no Rio de Janeiro. Vista para a baía de Guanabara, Pão-de-Açúcar. Uma boa ocasião para ver moda, moda masculina. Mais de 400 funcionários de lojas, supervisores e equipes de estilo compareceram ao 11º andar do Jockey CLube, no Centro da cidade, para a convenção de lançamento da coleção de verão, conhecer o novo logotipo, celebrar as duas novas franquias, em Volta Redonda e Nova Friburgo e ainda assistir a um espetáculo de dança, do grupo Caetano, de Niterói. O líder da marca, Eduardo Ballesteros, estava orgulhoso com o comparecimento maciço da turma. ''É difícil reunir todos assim, porque trabalhamos 30 dias por mês. Daqui a pouco, às duas horas, as lojas estarão abrindo'', resumiu, ao mesmo tempo que retirava o elegante blazer marinho, ''fica mais informal, tem mais a nossa cara''.



Depois de um speech do colega Lula Rodrigues sobre o homem da moda, este elenco de modelos da foto acima, incluindo o astro do catálogo, o Edgar Mello, mostrou as novidades. Muitos jeans, de todos os tipos, mais soltos ou mais ajustados, alguns com detalhes em couro; camisas em tricoline, que voltam a ser usadas sobre camisetas. Nas camisetas, uma cor que a estilista Ana Luiza considera ''um molho'' na temporada, o violeta. Bermudas também com listrado em violeta e preto em fundo branco, e melhor ainda, bermudas em moleton cinza, que fazem parte da coleção Lab, mais avançada como estilo. O conceito do verão é o luxo, o requinte de ter um estilo de vida menos estressado, mais próximo da natureza. Como símbolo da campanha, a Toulon apresenta a linha República Federativa dos Chinelos. Talvez não precisasse ser tão explícito na expressão do casual, mas tem tudo a ver com os objetivos relax do momento da marca que pode ser dar também a um luxo, o de renovar o trabalho, apostando no empenho da Maria Eduarda Ballesteros e do Felipe Perez, respectivamente filha e sobrinho do Eduardo.

Muito bom ver a Toulon mostrando seu estilo em grande forma. Segundo o Eduardo, foi um evento sem pretensões, discreto. Só que com os requintes dos Ballesteros: nos salões brancos do Jockey, com um bufê de dezenas de docinhos, pães, salgados, sanduíches, apresentação caprichada e desfile profissional, preoduzido pelo Ale Dupra.

Destaques: os bolsões em lona, as bermudas de moleton, o corte excelente do jeans skinny, os bonés em risca-de-giz, as calças cargo mais secas

A coleção começa a entrar nas lojas nesta semana. Alguns preços: camisetas em bambú, desde R$ 78; jeans, de R$ 68 a R$ 158; bermudas de moleton, R$ 148

Saturday, September 22, 2007



Estilo de estilista
Quem freqüenta os desfiles sabe: nunca se deve esperar que o autor ou autora da coleção apareça no final vestindo algo novíssimo. Poucos circulam como adeptos da moda. Karl Lagerfeld, por exemplo, anda como gosta: sempre de preto, cheio de anéis de prata, óculos escuros, um pouco motoqueiro, um pouco punk, desde que emagreceu e deixou de usar as casacas pretas. Marco Rica também adota o preto e branco, quando confere as vitrines no shopping da Gávea. Astrid Monteiro de Carvalho arrasa com seus shorts e tops – ela tem corpo para isso, antes mesmo da moda pegar.
Um exemplo de estilo é a Marcela Virzi. Rápida, passou assim, de vestido de alcinhas e salto alto, sem um pingo de makeup (o corpo quase idêntico ao que tinha, antes do bebê, agora com seis meses), a caminho da obra da Emporio Virzi que inauguraria no shopping Rio Design do Leblon. “Vai ser uma multimarca com clima e maioria de peças da Virzi”, contou Marcela, ao lado do arquiteto Jorge Delmas, responsável pelo ambiente em branco e cinza, com uma parede de espelho. A promessa da primeira vitrine lembra o gosto da estilista pelo teatro, tem referência no Hamlet, de Shakespeare

Agenda

Clô Orozco avisa que chegou a coleção Huis Clos de verão 2007/2008. Apesar do jeito meio desanimado das modelos no lookbook da marca, são roupas elegantes e versáteis, em tecidos de alta qualidade.
No Rio, shopping Fashion Mall, loja 217-C / tel: (21) 3205-3258
Em SP, shopping Iguatemi, loja X55, piso 3 / tel (11) 3812-4021
Em Brasília, Park Shopping / tel (61) 3234-9686


Mais uma boa joalheria no Rio, a Briollet. Esta palavra designa a pedra em forma de pera, com lapidação triangular no topo, um modelo muito usado em pendentes.
Briollet: rua Visconde de Pirajá, 351, loja 123 (Fórum de Ipanema)
Tel: (21) 2525-7227


Dia 25 de setembro: Bianca Marques convida para seu espaço de moda, em Ipanema, das 14 às 21h.
Bianca Marques: rua Maria Quitéria, 121 sala 205 (tem manobrista neste dia)
Teefone: (21) 2287-3999

Dia 26 de setembro: Cris Zveiter abre loja no Rio Design Barra, a partir das 18h.
Cris Zveiter: Avenida das Américas, 7.777 loja 137-A
Também no shopping Leblon, avenida Afrânio de Mello Franco, 290, 2º piso
Tel: (21) 3138-8666


De 26 a 29 de setembro, mais um Trunk Show da H. Stern. Jóias fora de uso têm o peso em ouro avaliado acima do valor de mercado e são usadas como parte do pagamento de jóias novinhas, da coleção H. Stern. Desde 1975 a grande marca da joalheria brasileira faz este tipo de promoção.
Das 10 às 21h, na loja do shopping Leblon (avenida Afrânio de Mello Franco, 290)
Tel: (21) 2294-3876


Dicionário

Briollet: lapidação de pedras em forma de pera, com cortes triangulares no topo. Ideal para pendentes

Trunk Show: trunk é baú em inglês. Designa tanto as vendas com trocas, como faz a H. Stern, como a ação de varejo que mostra uma coleção com a presença do estilista. Trunk, no caso, se refere às malas e baús que trazem as roupas ou acessórios até a loja

Thursday, September 20, 2007


A Garnier Nutrisse apresenta os novos marrons, com Ivete Sangalo de estrela. Estes são os novos tons da tintura que inclui concentrado de óleo de fruta e ocupa o primeiro lugar no mercado de coloração nacional e mundial: o Marrom Ivete 52, castanho irisado acaju; Marrom 59, castanho claro acaju acobreado e o Marrom Terra 44, castanho acinzentado acaju. Preço recomendado: R$ 12
SAC 0800 701 01 14

Monday, September 17, 2007

Rota do alto-verão


A partir de hoje, dia 17, até sexta-feira, dia 21, acontece a segunda edição do Alto-verão Carioca, roteiro que conduz os compradores de moda pelos show-rooms de várias grifes.
O Senai Moda, do sistema Firjan, e o Sebrae organizam o tour das coleções, mas o evento abre na segunda, dia 17, às 18h30, com palestra de Luiz Antonio Secco, na sede da Firjan (Avenida Graça Aranha, 1), sobre pontos de venda, mix de produtos e público-alvo.
A partir de terça-feira, 60 compradores convidados, hospedados no hotel Ipanema Plaza, percorrem os show-rooms.

As novidades
Além de modelos mais leves, muitos shorts, bermudas e blusas mais decotadas, as grifes lançam novas linhas. A Agilità vai mostrar a série Resort, para as elegantes estilo balneário.
A Dautore mostra a segunda marca, a Dautore Duo, em materiais alternativos, como nailon, couro e lona.
Duzentas novas peças serão lançadas pela Redley.
Glorinha Paranaguá exibe cestos de palha para férias em Angra, Búzios e Trancoso

Participam desta edição do Alto Verão Carioca: Agilita, Alessa, Allú, By Bella, Cantão, Cavendish, Cláudia Simões, Corporeum, Dats Kat, Dautore, Despi, Equatore, Espaço Fashion, Glorinha Paranaguá, Ipanema Top 550, Lenny, Mara Mac, Maria Bonita e Maria Bonita Extra, Mary Zaide, Osklen, Permanente, Redley, Rudge, Shop 126, Tempo 4, Tessuti, Totem e Tussah e os pólos de moda de Cabo Frio, Calçados e Acessórios, Campos, Itaperuna, Niterói, Nova Friburgo, Petrópolis, São Gonçalo, Sul Fluminense e Jóia Rio.

Wednesday, September 12, 2007

Nesta semana, de 10 a 15 de setembro, a moda carioca se divide em três partes: o primeiro grupo lança as novidades da primavera e as novas lojas; o segundo, prepara as malas e parte pelo mundo, para ver as novidades. E o terceiro, pensa na produção para ouvir as novidades nos diversos eventos de palestras e talk-shows. Tudo é novidade, prato principal do menu favorito de quem trabalha com moda.

No shopping Leblon acontece a Arena da Moda, até dia 22 de setembro. O lance inclui desde palestras e papos com Danusia Barbara, Felipe Veloso e Patricia Mayer, até um concurso que premia com uma mini-lavadora Brastemp Ego. Nos intervalos, vale conferir a exposição do fotógrafo Gabriel Mendes.
Vejam a programação e agenda em

Hoje, dia 12, Elisabeth Pereira dos Reis, diretora da butique Cartier, convida para uma noite de vendas das maravilhas da joalheria francesa, em homenagem a Gisella Amaral. Parte das vendas reverte em benefício da instituição Projeto Futuro e Vida, presidida pela Gisella. Para facilitar a boa ação, há precinhos e parcelamentos especiais.Mas é hoje só.
Já que o projeto do estacionamento subterrâneo sob a praça Nossa Senhora da Paz continua apenas um projeto, e Ipanema não tem vagas, a Cartier oferece manobristas no local.
Cartier: rua Garcia d'Ávila, 129
quarta-feira, 12 de setembro, das 19 às 22h

Saturday, September 08, 2007

Agenda
Terça-feira, dia 11
9h00 até 19h: evento Moda + Inverno 2008, do Senac Rio. Nossas tendências de inverno, baseadas nas variações do clima brasileiro. Um dia inteira de moda e previsões, no hotel Sofitel Rio. Preço: R$ 399

18h: desfile da coleção de verão da grife O Bicho Comeu, com provável presença da estrelinha Sasha, filha da estrelíssima Xuxa. Mas quem manda na moda é a estrelona Solange Meneghel.
No Circo Voador (Rio de Janeiro)

Evento
53º SIMM - Semana Internacional da Moda de Madri

Como sempre, meus equipamentos e meu talento para descobrir métodos de impedir postagens atrasaram a cobertura do evento espanhol. De volta ao normal, de volta para casa, avalio melhor o SIMM. O salão está se transformando em uma grande feira vendedora, todo dividido em setores de acordo com as tendências ou de acordo com o uso. A única ala que demora a se integrar no gosto global é a Gala, porque lá a maioria ainda prioriza babados e rendas de dançarina flamenga. Principalmente nos vestidos de noiva. Bom, nunca se sabe, de repente vira moda.
Os desfiles, que na edição de dois anos atrás, eram do evento Pasarela Cibeles, com o melhor da moda espanhola, viraram Latin Fashion Show, e deram muito certo. Imaginem algo como se o Rio Moda Hype fosse destacado do Fashion Rio e continuasse ótimo. As brasileiras Simone Nunes e Gloria Coelho desfilaram, além do argentino Pablo Ramirez, de colombianas e mexicanos. Nos estandes, muitas marcas francesas, espanholas e italianas - foi difícil sair da frente do grupo italiano que inclui a Maria diRipabianca, lindo, todo em malhas em listras preto e branco e alguns cinzas. Bom, isto não é novidade, que o ano que vem seja preto, branco, cinza, amarelado e naturais. Os algodões e linhos orgânicos ganharam mais espaço.
Valeu muito ter visto a participação brasileira: só o Sebrae Rio, sob a direção do Cesar Vasquez, levou 40 marcas para Madri. Um dos espaços era do Ipanema Top, o 550 da Visconde de Pirajá, onde despontavam os jeans favoritos da Hebe Camargo, com a marca Week; os pingentes e colares feitos com madeiras de demolição, da Metally, as bermudinhas de garotas surfistas, da Zack. As fotos entram mais tarde.
Madri tem tudo para ser um pólo lançador internacional. Pólo líder de varejo já é, graças ao sucesso do grupo Inditex, dono da Zara, da Bershka, Zara Home, etc. Os preços da cidade são menores do que Paris e Milão, sem falar de Londres.
E vale muito visitar o país, que tem um bom metrô, ótima comida, museus lindos - o Museu do Traje nos convence que a moda contemporânea começou pela Espanha.