Monday, June 18, 2007

O Estilista, de bolsos e plissês

Marcelo Sommer, o próprio estilista, tem estilo. Quem freqüenta o circuito da moda brasileira reconhece os verdes, as bermudas e pólos como ícones dele, seja qual for o lugar onde trabalha. Como Karl Lagerfeld, Marcelo se divide entre a própria marca, a consultoria para a C& A, o estilo do Afro Reggae e a TNG. Acabou de desfilar a versão O Estilista, tirada de uma flâmula da década de 20, que decorava um transatlântico ancorado no réveillon, na baía de Guanabara. Um caminho tão longo, ao som de Chico Buarque, para chegar às seguintes conclusões: o verão será de bermudão para os homens e vestidos curtos, com nesgas plissadas para as meninas. Em matéria de detalhe, abundam bolsos de todos os tipos, principalmente nas laterais das bermudas, acoplados a pregas arredondadas. A ala feminina tem direito a bolsinhas-baús de madeira, mas os sapatos parecem um tanto torturantes, tal a curva da alma, para equilibrar o salto alto e fino. Em compensação, os homens andaram com o conforto dos tamancos injetados da Crocs, feitos em resina de células fechadas. Seja lá o que for isto, o fato é que os calçados reeditam os velhos clogs suecos dos anos 70, com a tecnologia do século 21.
Algumas roupas parecem um mostruário de bolsos, tal a variedade de tipos. Nas calças masculinas ou femininas, pode ser uma boa solução para substituir as bolsas. Designa-se um bolsinho alongado para o celular, um redondinho para o pó compacto, o quadrado, para a carteira, e ainda vão sobrar bolsos para a agenda, o blackberry, os óculos escuros, etc

Rodapé / instalaram lixeiras seletivas na Bienal, finalmente. A escolher: lixo reciclável e não reciclável. E quem sabe o que é reciclável? / na entrada do prédio, garotas oferecem copos de água quase vazios. Para evitar o desperdício, alegam / na sala 1, no MAM, depois do filme que aconselha a poupar água e energia, os fotógrafos gritam “desliga o ar condicionado”. Com razão, está muito frio nas salas de desfile / muita gente dos estados vai embora amanhã de manhã, descrente da programação do último dia