Wednesday, June 06, 2007

Novos designers
Um trio de primeira

As três estilistas que compõem o grupo de iniciantes estão no ponto de abrir vagas para outros estreantes. Neste módulo, pelo pouco tempo que dispõem, fazem apresentações reduzidas, em geral limitadas a um tema. Vamos aos detalhes:

Caroline Rossato
Das formas justas da coleção anterior, a menina que curte trabalhar com couros passou para o oposto, as formas amplas e soltas. A borboleta foi o símbolo de um conceito de bem-estar, transformada em estampa por Gabriel Oliveira – nesta passagem, o insetinho glamuroso perdeu as características, virou uma abstração quase camuflagem. Muito bons os vestidos linha A, tanto o preto, com círculos coloridos nos ombros e na barra; como o bonito e trabalhoso em ouro velho, com desenho recortado na barra. Caroline acrescentou as sedas aos chamois, para criar blusas versáteis. Sapatos boneca com solado anabela preto, da New Order e grandes bolsas complementaram.

Luciana Galeão
Continua admirável o uso de mosaicos da baiana Luciana. Com a diferença que há mais moda, mais roupa, além da arte dos caquinhos aplicados. A carpa que vira dragão foi o tema principal, que rendeu minivestidos com escamas nos decotes, muitos peixes estampados sobre túnicas, longos e vestidos. No final, a calça skinny veio coberta de escaminhas multicoloridas.

Kylza Ribas
É possível criar com arte sem perder o caminho da venda. Aliás, este é o sonho de quem trabalha no setor de moda. Kylza reinventou o camuflado, composto com tacheados, trocou o nylon de paraquedas por organzas enceradas, foi coerente com a inspiração em bonecas antigas, perdidas em baús de avós, nos vestidos em camadas de babados, em cores desmaiadas, envelhecidas, com pendentes em forma de rosas nos cordões. Estampas de aviões e soldadinhos de chumbo coloriram vestidos soltos, de alças tacheadas. Kylza sabe contar a história direitinho, tirou do baú a boneca, os brinquedos velhos, as fitas desbotadas, e tudo virou roupa contemporânea.

Rodapé / os rabos-de-cavalo e franjinhas do trio de designers são da Fiszpan. Temos que adotar este tipo de acessório, para aqueles dias de cabelo desengonçado / a imagem de fofa da Gisele não procede muito. Selecionar para quem vai dar entrevista (não para jornais populares, para muitos sites, para quem não conhece, até para quem já tinha confirmado que ia conversar) não tem fofice nenhuma. Ok, ok, ela é linda / era tanta informação, que a gente esquecia de contar. Os cartazes que cobriam as paredes do Odeon eram reproduções da cinemateca do MAM