Tuesday, June 05, 2007

Mara Mac, iluminada

Mara Mac Dowell está no estágio Giorgio Armani. Pela seriedade do trabalho, pela suntuosidade do show – e olhem que ela havia prometido ser mais simples, desta vez, depois de engarrafar a passarela com os carrões na edição de inverno. E pelo estilo de moda, um combinado de conceitos para admirar e de roupas para vestir. Entre os conceitos, os muitos arredondados, vestidos e saias com volumes por efeitos franzidos ou de corte. Na ala dos usáveis, vestidos-capa em tecido metalizado cinza-hematita; a parka de verão, o tie dye soltão, em degradês de cinza e azul, os paletós de alfaiataria (outro ponto comum com o estilista italiano) com entalhes de brilho nos cotovelos, a túnica branca com legging prata e cinturão.
O tema desenvolvido foi a luz, desde a fria até a quente, chegando ao deep blue. A passarela com arcos de néon reforçou a idéia luminosa. Mas o resumo sedutor foi o trio de vestidos com focos de led no forro, por baixo das transparências, logo abaixo do busto. Um truque de estilo tecnológico, tão inovador quanto os modernos tecidos metalizados, capaz de preencher sonhos românticos do Presente. Já imaginaram, uma noiva com um vestido destes?
A comparação com Armani procede. Tanto ele como Mara têm mais de três décadas de atuação na moda, e continuam à frente do setor de criação de seus países.

O melhor: a calça amarrada no cós, cinza. Tipo cabe-em-todas
A ver: os vestidinhos-balões dourados

Rodapé / Mariangeles Maia, primeira dama da cidade, adorou o conjunto de calça dourada e camisa drapeada, que na verdade era um macacão. No lounge do JB, ainda estava curtindo o efeito da beleza do desfile. "'E o único que faço questão de assistir, sempre", arrematou /