Saturday, June 02, 2007


Eloysa mostra a planta da Marina da Glória

Faltam 2 dias para o Fashion Rio

A liderança
Desde 92 às voltas com o principal evento de moda no Rio de Janeiro, Eloysa Simão tem um currículo de ousadias. Já coordenou o Grupo de Moda Infantil, no início dos anos 90; no auge da crise, convenceu Elisabeth Leslie, do Linifício Leslie a patrocinar a primeira semana de moda do Rio, em 92. Pela primeira vez, grifes desfilaram dentro de uma galeria de museu, o Belas Artes. Outro pioneirismo foi o uso de tendas para a moda, no Brasil. “Montei a primeira no lançamento da pedra fundamental do Diamond Mall, em Belo Horizonte, em 93. O Dr. Perez (Isac Perez, diretor da Multiplan) viu, gostou e decidir importar tendas da Alemanha para fazer a Semana Barrashopping de Estilo, que sucedeu à Semana de Estilo Leslie.” Outra idéia foi um desfile no parque Wet ‘n’ Wild, em Salvador, que terminava com os modelos dentro das piscinas. “Uma lâmpada queimou, e o Paulo Zulu reclamou que estava levando choque. Mas agüentou até o final, foi o último a sair da água”, lembra Eloysa, que agora planeja um salão de cosmética diferente. “Nada avançou mais do que o setor de beleza e rejuvenescimento, e a carioca incorpora esta paixão de maneira explícita. Quero fazer um salão de degustação e apresentação de novas técnicas”, antecipa Eloysa, enquanto se prepara para liderar cerca de 1.500 pessoas, número de profissionais que trabalham no Fashion Rio. Adepta confessa da moda, Eloysa gosta de estrear uma bolsa em cada temporada: desta vez, a eleita é de Corto Maltedo, grife italiana do herdeiro da marca Botega Venetta.


O pernambucano Melk Z-da participa pela quinta vez do Fashion Rio, e troca as cores sóbrias pelas cores vivas e as figuras geométricas. A renda renascença e o richelieu aparecem como estampas digitais. Outros detalhes referentes ao Nordeste estarão nos acessórios, como os colares e anéis em couro e metal, com pingentes de cabeças de boi e cactos.