Tuesday, May 29, 2007

Texfair – 8ª edição (Blumenau)

Céu azul, temperatura de suéter e casaco (há até quem se enrole em echarpes), atrasos em vôos, doce de sagu na sobremesa do almoço, tudo faz parte da feira que tem fila de espera de expositores, organizada pela Expovest. Nesta oitava edição, ela se divide nitidamente em casa, homem e malharia. Este trio deve se separar, e possivelmente formar novas feiras, para acomodar todos os que querem se integrar no movimento liderado por Julio Viana, diretor da Expovest.
Agora, conto da parte casa. Isto é, como define a campanha publicitária da Karsten, o melhor da vida, que é cama, mesa e banho. Nesta primeira edição, sem fotos, por não ter como reduzir o tamanho do material fornecido.


Bambu
O bambu chama a atenção, pelo número de citações e pela quantidade de estampas e cores que inspira. O tecido feito com 40% de fibra de bambu e 60% de algodão percal 250 fios garante o toque sedoso, não forma bolinhas, é termodinâmico e tem vitamina B, que proporciona frescor e tem qualidade microbiana, nos lençóis da Teka.
Na Karsten, os esguios bambus servem de estampas, bordados e nos padrões das toalhas.

Efeitos colaterais
A preocupação com o estilo é quase secundária, em função de desenvolvimentos que tragam mais saúde e mais conforto. Estes efeitos colaterais, derivados da compra de um lençol ou toalha de banho, podem ser conceituais, como o kit Levitare, da Altemburg: são peças avulsas, que formam uma cama de sonhos. Primeiro, um pillowtop, um sobrecolchão que já vem com saia matelassê; sobre ele, vai um protetor recheado de fibra siliconizada. Cobrindo os dois, um lençol de elástico slim, em algodão 200 fios. Mais um travesseirão de 60 x 80, fronhas normais e travesseirinhos multiuso, para pescoço, entre os joelhos, para abraçar. O grand finale é o edredon fofão. Tudo macio e branco, com recortes e pespontos em forma de nuvens. Nilma Gilli, gerente de produtos da Altemburg, comentou que já recebeu pedidos do kit em marrom-chocolate ou preto. “Faz sentido, não é? Podem ser as nuvens da noite...”, brincou. Este sonho que pode ser comprado avulso deve chegar às lojas em julho.
Na Karsten a novidade é a toalha Keep Fresh, com nanopartículas de prata que, além de antibacterianas, impedem o cheio de cachorro molhado que toda toalha fica, depois de algum uso. A linha Spa Plus, que já é best-seller, ganhou uma cartela de azuis esverdeados, linda. Nas estampas, as orquídeas substituem os hibiscos como temas florais. Nas cores, o amarelo se anuncia o rei do verão.

Mais detalhes
Personagens brilham nas licenças. O mais divertido é o Shrek, esverdeando os lençóis, edredons e toalhas da Teka. Bacana também a coleção dos Piratas do Caribe, com Jack Sparrow/Johnny Depp na estampa da Artex/Coteminas. Taz e Piu-piu animam as cortinas da Zanzitex.
Surgem novos itens para a casa. Depois dos travesseirinhos, chega a manta de TV (na Guaratinguetá)
O público masculino é alvo de atenção. Uma beleza as listras de pijama da coleção assinada por Sig Bergamin para a Buettner. Há muitos edredons em cores sóbrias, como grafite e café.
Gostei da linha da Scavone, com estampas florais em estilo inglês.
Dos espaços menores, acertou a Lynel. Simples, objetivo e de bom gosto.
Uma graça, a colcha com jogo da velha em peças com velcro, para garotos, da Home Company
Muitas estampas de onças, zebras e tigres misturadas a outros desenhos. Na Kacyumara, elas se combinam com listrado em tons de areia.

Quatro grandes
Cada vez mais evidente, que esta indústria de casa tem quatro grandes marcas: Karsten, Buettner, Altenburg e Teka. São os lançadores, que pesquisam tecnologias, buscam tendências e apresentam suas coleções de forma inovadora. Todos, de Santa Catarina.

Dúvidas
Nota: nestas conversas, fica um monte de dúvidas. Como um tecido pode ser antibactéria ou microbiano (esta palavra soa esquisita)? Resposta: porque a fibra, principalmente a do bambu, evita a proliferação dos ácaros e fungos, que carregam as bactérias e outros vilões provocadores de alergias.
Outra dúvida: o que é afinal, um high twist? Twist é a torção que faz com que o fio resista mais no tear. Um tecido zero twist absorve mais. E como não rompe no tear? Porque uma cobertura de polivinílicos envolve o fio e reforça para segurar o tranco. Em seguida, no processo de acabamento, esta camada de cobertura derrete, e fica só o macio fio sem torção.
O que significa 200 fios, 300 fios? É uma espécie de medida usada no algodão. Em determinado espaço cabe esta quantidade de fios. Quer dizer: quanto mais fios, mais forte, macio e gostoso é o tecido.

A festa da Karsten
O casal Julia Lemmertz e Alexandre Borges apresentou as atrações da festa de 125 anos da Karsten, no teatro Carlos Gomes: duplas de bailarinos-acrobatas às voltas com toalhas e lençóis, entre incríveis demonstrações de equilíbrio e força, o ator Paulo Goulart lendo com o vozeirão o texto que celebra a marca. Depois, uma volta pela exposição com fotos de várias fases da família e da empresa, que começou fazendo tecidos de lã para vestuário e evoluiu para a casa. Mais um coquetel com quitutes miúdos, docinhos em tacinhas, muita champanhe e estranhamente, só refrigerantes light – só a Coca-cola vinha com opção gorda.
Entre os convidados, a variação entre longos, curtos, poucas calças na ala feminina. Maioria de preto, o que fica bonito neste tipo de reunião social.
Faltou uma apresentação mais social, gostaria de ter dado os parabéns à família.

Info técnica: há momentos de pane no sistema Blogger, quando deve passar por FTP para o site. Para compensar, posto o mesmo texto em http//iesa-rodrigues.blogspot.com

Intervalo / o hotel Rex, um dos pioneiros em Blumenau, foi reformado há algum tempo, nota-se. Mas justiça seja feita: a cama é macia e o café da manhã, um dos melhores que já provei. Só de bolos e cucas tem uma meia dúzia de opções! / ficou bonita a expansão do aeroporto Santos Dumont, agora o embarque tem tubos. Mas não seria melhor primeiro aumentar o salário dos controladores de vôo? / como sempre, o avião roda, roda, sobre São Paulo, à espera da autorização para aterrissar. Continuo achando absurdo este aeroporto no meio de uma cidade, com uma pista só e uma tonelada de vôos / esta é nova: o atraso no embarque em Congonhas deveu-se à falta de tripulação da TAM. Foi preciso catar pilotos e comissários para fazer a rota para Florianópolis.

Saturday, May 26, 2007





Dia dos Namorados
Pingente de coração Louis Vuitton em ouro branco ou amarelo



Faltam 8 dias para o Fashion Rio

Agenda

Dia 3
Domingo

17h: Coletiva
Marina da Glória

18h: Lilica Ripilica
tendas Copacabana / Corcovado


Dia 4
segunda-feira

Fashion Business

10h: Redley (Forte de Copacabana)

12h: Sta. Ephigênia (Parque das Ruínas)

15h: acessórios e jóia Brasil (Fashion Business)

16h: Virzi ( tenda Copacabana)

17h: Mara Mac (tenda Corcovado)

18h; Layana Thomaz (tenda Ipanema)

19h: Salinas (tenda Pão de Açúcar)

20h30: Tessuti (tenda Copacabana)

21h30: Cavendish (tenda Corcovado)

dia 05
terça-feira

Fashion Business

15h: Teca (tenda Ipanema)

16h: Juliana Jabour (tenda Copacabana)

18h; Graça Ottoni (tenda Ipanema)

19h: Maria Bonita Extra (tenda Pão de Açúcar)

20h30: Victor Dzenk (tenda Copacabana)

21h30: Colcci (tenda Corcovado)

dia 06
quarta-feira

Fashion Business

10h30: Sommer (cine Odeon)


15h: Novos designers: Luciana Galeão, Kylza Ribas e Carol Rossato (tenda Ipanema)

16h: Chiaro (tenda Copacabana)

17h: Cantão (tenda Corcovado)

18h: Eliza Conde (tenda Ipanema)

19h: Márcia Ganem (tenda Copacabana)

20h30: Lenny (tenda Pão de Açúcar)

21h30: TNG (tenda Corcovado)

dia 07
quinta-feira

Fashion Business

10h30: Walter Rodrigues (Arquivo Nacional)

14h30: Rio Moda Hype (tenda Copacabana)

16h: Reserva (tenda Ipanema)

17h: Animale (tenda Corcovado)

18h: DTA (tenda Copacabana)

19h: Luiza Bonadiman (tenda Ipanema)

20h30: Sandpiper (tenda Pão de Açúcar)

21h30: Blue Man (Copacabana Palace)


dia 08
sexta-feira

14h30: Rio Moda Hype (tenda Copacabana)

16h: Melk Z-da (tenda Ipanema)

17h: Totem (tenda Corcovado)

18h: Complexo B (tenda Copacabana)

19H: Elisa Chanan (tenda Ipanema)

20h30: Alessa (tenda Corcovado)



Saiu a Coleções 6, com os desfiles de inverno, realizados em fevereiro e março, em Paris, Nova York e Milão. Os principais looks das coleções internacionais, por R$ 12,90. Por que pagar mais, pelas revistas estrangeiras, se o conteúdo é o mesmo?

Agenda lotada
Ainda antes do Fashion Rio, acontece muita coisa na moda brasileira. Haja sapato bonito para exibir na primeira fila, haja escova para ter cabelos em ordem, haja pique para ir de lá pra cá. Para quem gosta, vale o agito.

28 de maio: festa dos 125 anos da Karsten, em Blumenau. A partir das 19h30 (horário ótimo), no Teatro Carlos Gomes.
29 a 31 de maio: Texfair, em Bumenau. Maior feira de cama, mesa e banho, as maiores malharias e importantes lançamentos de moda masculina. Imperdível: o melhor sinal do sucesso é a falta de quartos vagos nos hotéis da cidade e em Camboriú, que fica a uma hora de estrada da feira.
30 de maio: bazar e desfile no 8º Bazaar 40º, uma ode ao esporte, no Senai Cetiqt. O bazar está aberto das 9 às 16h, o desfile está programado para as 10h.
Info em bazaar40graus@gmail.com
Senai Cetiqt (campus Riachuelo): rua Magalhães Castro, 174


1º a 3 de junho: N.E.O. (Novos Estilistas Organizados), com vendas especiais para o Dia dos Namorados. Participam: Ausländer, B2, Bebel, Bodhicitta, Camilla d´Anuniziata, Clementina, Ëlás, Eu com elas, Filhas de Gaia, Lívia Canuto, Q-guai, Objet du Désir, Sophia, Soul Seventy e Thelu. Com som do DJ Antonio Pedro, das 13 às 19h, no 00 (Av. Padre Leonel Franca, 240, na Gávea)

Paralela
Dia 4 de junho: aula de culinária para microondas e dia 6, como fazer quiches e miniquiches (uma idéia para fazer uma surpresinha no Dia dos Namorados) nas Marias. Tem até de frutas! Cada aula, R$ 30. Sei que esta agenda pouco tem a ver com moda, mas tudo a ver com meu estilo. Tomo a liberdade de usar a prerrogativa deste site ser absolutamente pessoal e indico as Marias e suas comidinhas (www.asmarias.culinaria.com.br)



Certas histórias nos confundem, mas pessoalmente prefiro ignorar os detalhes. Principalmente quando são histórias pessoais. Aguardo os resultados ou conseqüências.
Uma destas histórias é a divisão de uma grife em duas: Francesca Romana Diana e Francesca Romana Designers. Ambas com jóias e bijuterias preciosas. Coisas de amores desfeitos, por aí. De qualquer forma, tanto Diana quanto Designers continuam vivas.
Diana abriu a primeira (sinal que pretende abrir outras) butique em Paris, no dia 25 de maio, juntamente com Carine Peugeot, representante na Europa. Fica em endereço chique, próximo aos Champs Elysées.
Francesca Romana Diana: 92, rue de Longchamp / Paris 16
www.francescaromanadiana.com

Outra história, que agitou o meio acadêmico da moda carioca, foi a saída do Instituto Zuzu Angel da Universidade Veiga de Almeida para a Estácio. Pode ser uma boa para as duas instituições, já que a Veiga deve reforçar o setor de estilo ou de marketing aplicado à moda, e a Estácio ganha em prestígio na área. Para o mercado profissional, rende mais empregos, apesar da dificuldade de encontrar bons professores, principalmente nas matérias práticas.

Sunday, May 20, 2007



O Pan vem aí
Temos que falar de roupas esportivas, já que os XV jogos Pan-americanos serão de 13 a 29 de julho próximo. Para começar a temporada, vejam o lançamento da Rainha, as camisetas masculinas e femininas inspiradas nas melhores seleções internacionais de vôlei: Brasil, USA, Canadá, Cuba, Venezuela e Argentina. Uma modelagem mais moda, menos largona, em poliester, com gola em V e acabamentos contrastantes, com o colorido e os escudos dos países que deram as referências, mais o logo Rainha Tocha.

Uso com jeans (básico), bermudas e calças de alfaiataria (contraste), legging e microssaia ou shorts (modismo). Para os homens, com jeans, com blazer (ótimo), com calça risca-de-giz (urbano e inovador).

Preços médios: R$ 41,90 (masculinas) e R$ 40,90 (femininas)
www.rainha.com.br
SAC RAINHA - 0800 70 70 566

A bordo
Êh vidão!
Nos anos 90, corriam boatos sobre o fim das Primeiras Classes nos vôos. Imaginem se, com o sucesso do consumo do luxo, isto seria verdade! Agora, a Air France aposta no NEV (Novos Espaços de Viagem), para inovar exatamente a Executiva e a Primeira.
A Primeira, disponível na rota São Paulo-Paris, no 777, é um verdadeiro lounge, com oito poltronas, que viram camas individuais, na horizontal, com dois metros de comprimento.
O atendimento em terra em Paris é feito por 100 funcionários treinadíssimos, que recebem os felizardos (desculpem, os passageiros), se encarregam de sumir com a bagagem (desculpem de novo, quer dizer, despachar, fazer o check-in), e seja qual for o terminal de embarque, a porta será sempre a 2.03 do aeroporto, de onde saem todos de carro até o avião, junto com os comissários.
Nem preciso falar da sala vip. Deixo por conta da imaginação de vocês.

Já na executiva, ou Espace Affaires, a poltrona também é cama nos vôos longos (que são os nossos), com 61cm de largura, mesinha embutida e um degrauzinho para subir e alcançar o compartimento de bagagens de mão.

Pois é, isto é que é viagem. E não venham me dizer que a classe econômica chega do mesmo jeito, nos mesmos lugares. No mínimo, o pão do café-da-manhã é servido quentinho e cheiroso na Primeira e Executiva, e na Econômica, vem duro e gelado.

Central de Reservas Air France: www.airfrance.com.br
Capitais e regiões metropolitanas: 4003-9955 | Demais localidades: 0800 888 9955

Saturday, May 19, 2007




Ronaldo Fraga em São Paulo
Enfim, Ronaldo abre loja em SP. O mineiro querido escolheu a Vila Madalena para estrear com a coleção China – que motivou o desfile mais espetacular da última edição da São Paulo Fashion Week. E vem também com a fofice da Ronaldo Fraga para Filhotes, para crianças de 0 a 10 anos.

Ronaldo Fraga (11) 3816-2182
Rua Aspicuelta, 259 / Vila Madalena
www.ronaldofraga.com.br



Walter Rodrigues trabalha com o Piauí
Das minhas viagens, a cidade de Terezina ocupa lugar de destaque. Podem chamar de preconceito, se quiserem, mas em geral a imagem que se tem é de um lugar quente e pobre. Nada disso: o artesanato é quase design, a moda tem uma multidão de gente trabalhando, a cidade tem a beleza inesperada de construções preservadas.
Walter Rodrigues também sacou isto tudo. Ele dá consultoria para oito empresas piauienses e integrou os resultados na próxima coleção de verão, que será desfilada no maravilhoso Arquivo Nacional, durante o Fashion Rio (dia 7 de junho, às 10h30).
De 11 a 15 de junho o projeto Piauí Sampa será lançado no Galpão Off, em São Paulo.
As marcas do Piauí são: Artesani, Kempf, Vell, Fil-à-Fil, Marta Martins, AK, Tendência e Casa de Zabelê





Pelada de Fause Haten
Bonitões da agência One Models jogam pelada de terno no catálogo de verão do Fause. Antes mesmo de desfilar na São Paulo Fashion Week, ele produziu o catálogo com o elenco formado por Andrey, Marcos Terra, lorenz, Icaro, Willian, Bruno Tomaz, Bruno Gassen, Guilherme Colombo, Lucas e Thiago D’Tofol. Aliás, elenco, não: vamos chamar de time.
As fotos são do making of.




Mais um lindão
Este é o Pedro Perestrello, carioca, 24 anos, residente em Milão. Depois de muitos desfiles e editoriais pelo mundo, Pedro entra para o elenco da L’ Agence Rio, do Helio Passos e Marcus Panthera, dois lindões e também ex-modelos. Agora, o projeto é lançar o garotão no mercado americano. Quer dizer, em breve veremos o Pedro nas campanhas internacionais.

Thursday, May 17, 2007


Imagem do desfile de alta costura Dior (janeiro 2007)

Perfil japonês
Estamos em tempos de personalização, até no turismo. O Golden Tulip Paulista Plaza, em São Paulo, oferece serviços especiais para os hóspedes japoneses. Começa com funcionários nisseis na recepção, uma executiva de contas fluente em japonês, um canal NHK, e a estação de café da manhã com arroz Gohan, sopa Missoshiru, omelete Tamago Yaki e o Bancha, claro.
Golden Tulip Paulista Plaza
Alameda Santos, 85 /Paraíso – São Paulo
Reservas (11) 3177-0400
www.paulistaplaza.com.br

Devolvam as memórias!
Perder as malas é um dos piores momentos de uma viagem. Quem achou a sacolinha com filmadora panasonic e uma câmera Sony esquecida no portão A25 do aeroporto de Miami, cheia de momentos alegres da família Diefenthaeler, de Joinville (Santa Catarina) nos parques da Flórida, por favor, devolva as fitas pela TAM

Monday, May 14, 2007


Calvin Klein na sua

Está aberta a temporada de lançamentos. Pouco antes dos grandes eventos Fashion Rio e São Paulo Fashion Week começam as festas e feiras. No dia 29 de maio abre a TexFair, cada vez maior, quase sendo dividida em duas. E quase saindo de Blumenau. Arrisco uma opinião: seria muito melhor construir um hotel de business, para quem vem à feira, como foi (tardiamente) feito para a Fenit. É maravilhoso se hospedar ao lado do pavilhão de exposições – a não ser para a galera que prefere cair na night das cidades. A TexFair conseguiu ter um prédio excelente, em breve pode ganhar um anexo, e sair da cidade onde nasceu teria duas desvantagens, a meu ver: primeiro, deixar a região onde nasceu e cresceu. Em segundo lugar, ficaria mais difícil ter o acesso aos líderes das marcas. Imaginem se um empresário da Malwee, da Marisol ou da Karsten pode se ausentar de Santa Catarina por quase uma semana!

Os lojistas de perfumarias e licenciados de outras linhas da grife Calvin Klein se mandaram para Buenos Aires, para acompanhar o lançamento quase simultâneo com Europa e USA da Ckin2U, novidade da marca que é conceituada pelo grupo americano van Heusen. Na perfumaria, a licença é da Coty Prestige, que produz também Davidoff, Jennifer Lopez, Kenneth Cole, Marc Jacobs, Sarah Jessica Parker e Vera Wang, entre outros.

Foram quase 90 brasileiros, voando de todas as grandes cidades, enfrentando os aeroportos fechados por causa das chuvaradas. Mas chegamos a tempo de almoçar no Casa de Lila, em Puerto Madero, onde até a gordura da carne é saborosa, de ouvir as explicações sobre a nova linha, que se refere à geração conectada na internet, adepta dos chats, dos encontros instantâneos, da falta de compromisso. “As relações via internet são assim: quando o namorado sai do MSN, ninguém chora”, foi a definição para o que se chama geração technosexual, a que vai adotar o Ckin2U (Ck into you, ou CK na sua, parodiando a linguagem de chat).
À noite, uma festa urbana, em espaço com jeito alternativo, a Cidade Cultural Konex (Sarmiento, 3131), onde bandas como a Mataplantas, Francisco Bochatón ou El mató a un policia motorizado (é isto mesmo, a banda se chama Ele matou um policial motorizado) se apresentam aos sábados. Festa com cerveja no gargalo, djs, dvds de campanhas dos perfumes, bolinhos de queijo servidos em cones de papel, uma delícia. Do lado de fora, no pátio, grafiteiros preenchiam painéis com logos CK, reforçando o conceito jovem.
No dia seguinte, foi o tempo de fechar mala, dar uma voltinha até a Florida, subindo pela Suipacha, e seguir para o aeroporto. Ckin2U está lançado.

O produto

A perfumaria Calvin Klein se divide em Casa Calvin Klein, onde ficam os perfumes modernos, contemporâneos e sofisticados e Casa CK, focada no público jovem, urbano e casual.
Uma retrospectiva confirma o talento da marca em detectar estilo de vida. Em 1994 saiu o CK one, de uso compartilhado, era feminino e masculino. Na campanha, as figuras eram assexuadas, o importante era estar no grupo.
Depois veio o CK be, que significava a importância de ser. Ser bom, ser mau, ser. A musa era Kate Moss.
Agora vem a turma conectada, capaz de fazer várias coisas ao mesmo tempo, gente criativa, viciada em internet. Para estes, é o CK in2 U.
Além de três tamanhos de embalagem com a textura do iPod, as linhas são completas, com creme de corpo, after shave, desodorante. A versão feminina tem fragrância floriental, fresca, com grapefruit, orquídea doce e âmbar.
A masculina cheira a lima, tangerina, cacau e amadeirados, é um oriental Fresh.

Na internet, vale ver o www.whatareyouin2.com


A viagem
Dei uma de esperta. Como o vôo São Paulo/Buenos Aires era às 10h30 da manhã, fui na véspera, para não perder o horário. Sábia decisão, porque caiu uma chuva daquelas apocalípticas no Rio, todos os vôos atrasaram, etc. Passei uma noite no hotel Tryp Meliá, de Guarulhos, depois do trajeto de uma hora de Congonhas até Guarulhos, conversando com o Ricardo, motorista que sonha mudar para o Porto, em Portugal.
O vôo de ida contou com uma ótima tripulação, bons ventos, céu quase sempre limpo nas três horas de viagem. Com exceção, claro, do Uruguai, que sempre sobrevôo com nuvens pesadas. Um almoço decente, com massa e pudim. A mesma escolha na volta, com a diferença do pudim ser de pão, com direito a uma passinha. A companhia, TAM, o avião, o Airbus, o mesmo da ponte aérea. E na volta, foi vôo direto, para o Galeão, com escala sem sair do avião, em Guarulhos.
A hotelaria portenha deu um salto de qualidade. O hotel Emperador, próximo a Puerto Madero e ao centro – vai-se a pé à Calle Florida, ainda um bom point de vitrines e compras, tem o nível dos bons hotéis americanos, com cama dupla, bancada espaçosa no banheiro, mesinha de trabalho e internet grátis. Tinha que ser, já que não levei notebook. Não ia dar certo, porque as tomadas argentinas parecem com as inglesas, mas formam um desenho triangular, com buracos de tracinhos.
Já foi difícil achar pilhas AA para a câmera, imaginem um adaptador para este padrão.
A foto mostra a rua em frente ao hotel, para exibir o dia lindo, que tinha temperatura de 12 graus (à noite, dois graus), e os táxis da cidade, em amarelo e preto.

O táxi para o aeroporto de Ezeiza custa cerca de US$ 20. Um dólar vale uns 3 pesos. No câmbio do aeroporto pagaram 2,65. Algumas lojas aceitam reais (poucas).

A cidade
Buenos Aires é um destino ótimo para este inverno. A cidade está linda, a comida continua deliciosa, a bebida cai bem , (não sei como eles fazem o suco de laranja, mas pela segunda vez provei os melhores por lá), o tango está em alta. Um casaquinho de cashmere custa em torno dos 70 pesos (20 e poucos dólares), um tapete de boi, 400 pesos. Um peso compra um café, o pão medialuna, tradução argentina do croissant francês, completa bem o cortado (café pingado).

Nas lojas, vi festas de lançamento, com muitas clientes em volta dos bordados e drapeados de Gabriel Lage, boas malhas na Claroscuro e roupas em cores alegres, na Profumi, todas na avenida Pueyrredon. Uma caixa com seis alfajores Havana, que é uma rede de lojinhas especializadas neste doce, custa 11.20 pesos; com 12, sai por 21,90 pesos. Mas bom mesmo é o biscoitinho coberto de chocolate que acom panha o café. Uma das Havanas fica na esquina de Santa Fé e Suipacha. Ao lado, uma perdição, uma lojinha só de placas, taboletas, ímãs de geladeira, com gravuras antigas e frases bem-humoradas. Irresistível.


Mais moderno, no conceito multimarca, é a MU, ou Materia Urbana, onde se destacam as coleções em malha em preto, cinza e bege, do estilista Maurício Damus,(na foto) que já morou em Búzios. Preços variam de 100 a 500 pesos. Na subida da Suipacha, quase chegando à Florida. (Suipacha, 1.025) ou vejam em www.materiaurbana.com

Saturday, May 05, 2007




Casa dos Criadores, 10 anos de moda
A 21ª edição da Casa dos Criadores, originalmente conhecida como Semana da Moda, se realizou nesta semana no shopping Frei Caneca (São Paulo), que tem um ótimo espaço de convenções para este tipo de evento. Mais uma vez, André Hidalgo liderou o grupo de desfilantes, com um abertura especial, com resumão de André Lima. Ele apresentou uma seleção de looks, um resumo de carreira. André estreou na sexta edição do evento.
No segundo semestre, a restrospectiva será de Karlla Girotto, que estreou na 9ª Casa de Criadores. O local, novamente o Centro de Convenções Frei Caneca. Nesta edição, teremos o lançamento do livro com a história do evento e um documentário.



Os famosos
Em 10 anos, vimos André Hidalgo lançar a Cavalera, Érika Ikezili, Fábia Bercsek, Giselle Nasser, Icarius, Juliana Jabour, Jum Nakao, Lorenzo Merlino, Marcelo Sommer, Mareu Nitschke, Mário Queiroz, Priscila Darolt, Ronaldo Fraga, Samuel Cirnansck, Theodora e V.Rom, entre vários outros.
Os atuais
Nesta edição, a listona incluiu : Briza, Coletivo, Fabiana Bauman, Gêmeas (por Carol e Isadora Foes Krieger), Gustavo Silvestre, Ivã Ribeiro, Ivan Aguilar, João Pimenta, Marcelu Ferraz, Moshe Sport (por Mauricio Pollacsek), P´tit (por Anna O., Fernanda Padin, Heloísa Faria e Leonardo Negrão), Paula Bertone e Mario Catto, Rober Dognani], Thiago Marcon, Walério Araújo e Weider Silveiro. Mais os estreantes A.nimal S.treet H. e Attention Deaf Disorder _ ADD. A estilista espanhola Ianire Soraluze, radicada no Brasil há um ano, também faz sua primeira apresentação como parte da mostra coletiva do Projeto Lab, ao lado de André Phergom, NIZT (por Karina Maltez e Ligia Carnicelli), Patrícia Gerber e Raquel Gaeta.

Nas fotos, o vestido estampado da retrospectiva do André Lima, o estilo esporte do Moshe e a modelo de rosto pintado no desfile de Rober Dognani

Comprinha

Na seção de moda masculina da Renner, um blusão canguru, camuflado, com mangas lisas com capuz, lindão para as garotas usarem com shorts, leggings e sapatilha. Como o corte é masculino, fica solto, oversize. Preço: R$ 69,90.

Comprão
Franziska Hübner abriu um espaço lindo no shopping Leblon. Parece uma loja de sapatos de Dusseldorf, cidade onde vi as sapatarias mais bonitas, parecem galerias de arte. Na Franziska, destaque para o escarpin com paetês bordados. Preço em torno dos R$ 720

Gostinho
Gente, descobri uma história chamada Casa do Biscoito. São lojas espalhadas pela Baixada, Catete, Rio Comprido, com prateleiras cobertas de saquinhos de biscoitos de polvilho, doces, salgados. Tipo, menos de R$ 1 o saquinho. O sabor pão de queijo é uma loucura, daquelas de devorar tudo sozinha. No Catete, o telefone é (21) 2205-2020.