Sunday, January 28, 2007

Mario feroz

Para compor um inverno selvagem, Mario Queiroz apelou para macacos, leões e elefantes. Deste pequeno zoológico saíram calças de pele, estampas de pêlo, desenhos de animais em camisetas. Da moda, ficou a forma mais estreita, colando as calças nas pernas. Melhor ainda, em couro preto. Casacos estilo safari, em verde ou jaquetas de couro envelhecido aquecem a estação masculinal. Os homens estão interessados nestas novidades da moda, e vão gostar de usar as calças mais estreitas com paletós quase clássicos e em vez da camisa social, completar o conjunto com um blusão de capuz. Na orelha, brilha um brinco de prata, em forma de dente de leão.
Tavez as capas, mais representativas de um ímpeto selvagem, causem um certo pânico no consumidor comum. Ele pode testar as calças de veludo cotelê largo. O corte perfeito do Mario Queiroz garante o resultado.

intervalo / Mário reuniu quase 40 bonitões na passarela, mas o desfile foi discreto. E a platéia se comportou, sem gritinhos, quando entraram os selvagens de peito nú / os couros snao da Bannypel, fornecedor descoberto há alguns anos por Walter Rodrigues. Eles entendem de roupa justa, porque confeccionam peças para motoqueiros